POLÊMICA: assessor nega relação com Mani e Davi: “Difamação”

Por meio de sua assessoria jurídica, Fritz “rechaça” todas as acusações que lhe são imputadas

Rio de Janeiro- Fritz Paixão, assessor apontado como  o pivô da separação de Davi Brito e Mani Reggo, negou qualquer relação com o ex-casal. Por meio de sua assessoria jurídica, Fritz “rechaça” todas as acusações que lhe são imputadas. As informações são do site metrópoles.

(Foto: Reprodução/ Instagram)

Em nota, ele nega que seja o assessor responsável pela carreira de Mani Reggo.

“A relação de Fritz Paixão com Mani Reggo se limita tão somente a um contrato de prestação de serviços de publicidade legalmente firmado com o Instituto Maria Preta Promoções e Eventos LTDA, real responsável pela carreira e agenciamento de Mani Reggo”, começa o texto.

Fritz também repudia todas as notícias que o acusam de ser o pivô da separação de Davi e Mani. “O empresário não possui qualquer relação pessoal com as partes, limitando-se tão somente a firmar um contrato de serviço de publicidade com Mani Reggo. E não possui qualquer interesse na vida pessoal de Mani e do ex-BBB”, completa o comunicado.

Por fim, o empresário promete tomar atitudes judiciais contra veículos de comunicação que imputam a ele o que chama de “crime de difamação”. “Haja vista que imputam informações falsas e prejudiciais à sua imagem”, conclui.

Jornalista expõe Fritz Paixão

O jornalista Alessandro Lo Bianco apresentou novas motivações do desentendimento de Davi Brito, campeão do BBB 24, e Mani Reggo.  Lo Bianco colocou o assessor  Fritz Paixão no centro da polêmica.

Durante o programa A Tarde É Sua, de Sônia Abrão, o jornalista informou que o empresário criou uma marcar com o nome do casal sem a autorização de Davi. O assessor, então, teria ido até a Globo para apresentar o documento, no entanto, o baiano  recusou a oferta.

“Ele [Fritz Paixão], inclusive, foi impedido de entrar na Globo e deu a maior confusão”, afirmou o colunista.

“A briga de Davi com Mani é porque ele disse ‘como assim você já assinou vários contratos em meu nome’?”, enfatizou o jornalista afirmando que Mani já havia assinado o documento em fevereiro.

De acordo com o colunista, logo no início do reality, o empresário fechou contrato para agenciar a carreira de Mani Reggo, quando ela ainda tinha poucos seguidores. “O plano dele era agenciar a Mani e o Davi. Ele chegou a anunciar que o Davi já fazia parte do casting dele nas redes sociais”, denuncia o jornalista.

O jornalista afirmou ainda que o assessor teria levado uma equipe de filmagem para registrar o reencontro de Davi e Mani, e, mais uma vez, foi barrado pela emissora.

“Eles queriam que o Davi rompesse o contrato com a Globo até julho para ficar só com a agência deles, fazendo os trabalhos que Mani já vinha fazendo com eles”, acusa o jornalista.

Anúncio