Rodrigo Alves, o Ken humano, assume transexualidade: ‘queria ser a Barbie’

Embora tenha nascido com o sexo biológico masculino, a partir de agora Rodrigo se apresenta no feminino, com aparência feminina e pode ser tratado neste gênero

São Paulo – O brasileiro Rodrigo Alves, conhecido no País e internacionalmente como Ken humano, assumiu neste domingo (5) que é uma mulher transexual. Dessa forma, embora tenha nascido com o sexo biológico masculino, a partir de agora se apresenta no feminino, com aparência feminina e pode ser tratado neste gênero.

No perfil dela no Instagram, as fotos antigas foram excluídas, permanecendo apenas as que foram publicadas desde sábado (4). Nas imagens, ela mostra e fala sobre o processo de transição.

“Em 2018, eu fiz meu primeiro ensaio fotográfico vestido de mulher. Aquela experiência me fez perceber que isso era o que eu sempre signifiquei para mim: uma mulher”, disse em uma das publicações.

Este 5 de janeiro de 2020, para ela, é o dia do próprio “renascimento”. “Fico muito feliz em poder dividir um pouco da minha vida com vocês! Agradeço a Deus pela família e amigos maravilhosos na minha vida. Isso só é um começo de uma nova vida”, escreveu e, em outra foto, agradeceu a todos que a apoiaram ao longo da transição.

Rodrigo Alves disse ainda que precisou de “muita coragem” para se revelar como mulher transexual. “Pelos últimos oito anos da minha vida, eu tenho sido conhecida como o boneco Ken da vida real, mas na verdade eu queria ser a Barbie”, afirmou.

Neste sábado (4), a brasileira falou sobre um dos processos estéticos pelos quais passou recentemente. Em uma foto ao lado do cirurgião Serkan Balta, ela disse que estava “muito satisfeita com a remoção do meu ‘tanquinho’ falso” (gomos musculosos do abdome). “Viver com aquele abdome falso estava me causando muita disforia, não combinava com o que eu realmente sou por dentro.”

Em uma das publicações, Rodrigo Alves falou que sofria “muito bullying” na escola, não apenas pela aparência que era diferente da de outros meninos, mas porque era feminina. “Eu tenho pensamentos femininos, eu penso como uma mulher, eu ajo como uma mulher”, afirmou.

Ainda em uma foto publicada neste sábado, ela falou sobre os julgamentos que recebe. “As pessoas julgam o próximo por ignorância e falta de instrução e conhecimento. Eu, graças a Deus, como uma pessoa evoluída e abençoada, não dou importância a comentários maldosos, tais comentários serão deletados e bloqueados.”