Sandra Bullock pede salário igual para a seleção feminina de futebol dos Estados Unidos

Em março, 28 jogadoras entraram com uma ação contra a federação de futebol do país alegando que recebem menos do que a seleção masculina, apesar de um histórico melhor e de gerar mais receita

São Paulo – Enquanto a seleção feminina de futebol dos Estados Unidos subia ao palco do ESPY Awards de 2019, na quarta-feira (10), após a histórica vitória na Copa do Mundo, Sandra Bullock, que entregou o prêmio de melhor equipe, fez um discurso dedicado às mulheres e à luta pela igualdade salarial no mundo esportivo.

A atriz conclamou “todos aqueles a favor da igualdade de remuneração”. O anfitrião da cerimônia, Tracy Morgan, fez questão de concordar com Sandra. “Vamos pegar essas mulheres e combater a desigualdade”, ressaltou.

Em março, 28 jogadoras da equipe feminina entraram com uma ação contra a Federação de Futebol dos Estados Unidos alegando que recebem menos do que a seleção masculina, apesar de ter um histórico melhor e gerar mais receita. A cerimônia do ESPY Awards aconteceu no Microsoft Theater, em Los Angeles, e foi transmitido pela rede de televisão ABC.

A atriz Sandra Bullock (Foto: Charles Sykes/Invision/AP)