Vídeo: Bebel Gilberto ‘samba’ na bandeira do Brasil e gera revolta na internet

Em protesto contra governo Bolsonaro, a cantora pisou na bandeira brasileira em um show nos EUA

Califórnia – A filha do compositor João Gilberto, Bebel Gilberto, causou polêmica durante um show realizado neste final de semana nos Estados Unidos. Durante a apresentação da artista a cantora recebe uma bandeira do Brasil da plateia. Em seguida, ela joga o objeto no chão e pisa nele, como se estivesse sambando.

Ela caminha segurando a bandeira e diz: “Eu não gosto de fazer isso porque não sou Bolsonaro”. Na versão completa do vídeo, compartilhada pela cantora nas redes sociais, ela chega a se desculpar com o público depois do protesto. Antes de começar a cantar a música “Bananeira” ela se desculpa com a plateia. “Peço desculpas. Desculpe-me, Brasil. Eu, como brasileira, como poderia ter feito isso? Foi um ato de irresponsabilidade”, disse em inglês.

Nas redes sociais, Bebel criticou a edição do vídeo, que mostra apenas o trecho em que pisa na bandeira. “Imediatamente depois, porém, me dei conta de que a bandeira também pertence a todos os brasileiros e me desculpei com o público”, escreveu no Instagram.

“Foi um ato impensado meu, porque se tivesse tido tempo de raciocinar teria me ocorrido que eu estava entregando de presente para a extrema-direita uma imagem com a qual poderiam destilar seu ódio repugnante e seu falso patriotismo”, disse ainda na publicação.

A atitude da cantora foi criticada nas redes sociais. Em um dos comentários compartilhados no Twitter, a seguidora diz que ela é “uma vergonha para o Brasil. Não volte.”

O protesto é considerado crime?

Mesmo com a repercussão do caso na web, a ação da cantora não configura crime porque “hoje já não há um crime quando é ultrajada de alguma forma a bandeira brasileira” informou o advogado, mestre em Direito Penal e doutor em Direito Constitucional Acacio Miranda da Silva Filho em entrevista à CNN  Brasil.

Veja vídeo:

 

Anúncio