VÍDEO: pai de Alok mostra rave em Israel minutos antes de bombardeio

Juarez Petrillo foi retirado às pressas do local do evento onde mais de 200 corpos foram encontrados

Israel – Juarez Petrillo, o pai de Alok, estava na rave em Israel que foi atacada pelo grupo terrorista Hamas. Conhecido como DJ Swarup, ele compartilhou um vídeo do festival de música eletrônica momentos antes do ataque, no último sábado (7). O produtor musical tocaria no evento e foi retirado às pressas de lá. Ele só conseguiu retornar ao Brasil nesta quarta-feira (11).

(Foto: Reprodução Instagram)

“Muita força para tribo. Surreal tamanha barbárie. Gratidão por tanto carinho recebido. Não sei o que falar agora, depois eu falo”, disse Juarez.

O DJ chegou a ficar escondido em um bunker para se proteger das bombas, mas já está em segurança no Brasil. Ele se reencontrou com Alok, que comemorou o retorno do pai nas redes sociais. “Que alívio poder te abraçar, pai!”, disse ele.

Petrillo é fundador da rave brasileira Universo Paralello, que teve a primeira edição em Israel no último fim de semana. Porém, o DJ não era o responsável pelo evento, ele apenas vendeu o licenciamento para a realização do festival por produtores israelenses.

“Toda a responsabilidade da organização, produção, execução e escolha do local é do contratante, da produtora local. A pergunta que muitas pessoas fizeram, que eu também me indaguei, foi por que fizeram um evento tão próximo da Faixa de Gaza, ficava a 30 minutos da Faixa de Gaza. Foi quando descobri que lá é um lugar em que acontecem eventos desde 2000, acontecem eventos com frequência lá”, explicou Alok.

Veja vídeo:

Anúncio