Whindersson Nunes fala sobre possibilidade de barriga solidária

O humoriosta é pai de João Miguel que nasceu prematuro e morreu em maio de 2021

São Paulo – Whindersson Nunes fez um post, nesta quinta-feira (1º), e levantou suposições da possibilidade de usar uma barriga solidária como meio para ser pai novamente. João Miguel, fruto do relacionamento do humorista com Maria Lina, morreu em maio de 2021.

(Foto: Reprodução / Instagram)

“Barriga solidária para pai solo é permitido no Brasil? Eu queria que meu filho(a) fosse brasileiro(a)”, explicou ele em suas redes sociais.

Tweet de Whindersson Nunes —

(Foto: Reprodução / Instagram)

A barriga solidária é um método em que um útero é cedido temporariamente para a gestação de um bebê. O procedimento é feito por meio de uma fertilização in vitro (FIV), técnica de reprodução assistida. No Brasil, a barriga de aluguel não é permitida.

Whindersson e Maria Lina anunciaram a gravidez do primeiro filho em janeiro de 2021. O pequeno nasceu prematuro de 22 semanas e ficou internado na UTI. Na época que comunicou o falecimento do filho, o humorista emocionou com um texto.

“Filho, escrevi essa música no hospital, queria que você ouvisse na sua saída, atestando o maior milagre. E você saiu, não para casa, mas para melhor casa, ao lado do melhor. Desculpa as pessoas falarem de você, tão pequeno, sem nem poder se defender. Eu realmente tento entender. Talvez seja um dos motivos d’Ele ter suado sangue na oração do Getsêmani, deve ser muito difícil amar toda a humanidade até o último segundo, amou tanto que pingava sangue do seu corpo, de tanto amor por nós. E eu tento não odiar quem desejou mal ao meu filho, mas sou humano, meu coração parece que vai sumir para dentro e engolir meu peito”, escreveu.

Anúncio