Grupo faz leitura de textos aclamados

Grupo de teatro Jurubebas lança projeto ‘Leituras de Apartamento’ online com apresentação de textos clássicos gregos: ‘Édipo Rei’, ‘Os Persas’ e ‘As Bacantes’

Manaus – Textos clássicos gregos vão ganhar leituras dramatizadas e voltadas para o contexto do isolamento social no projeto ‘Leituras de Apartamento’, do Grupo Jurubebas de Teatro. Os textos ‘Édipo Rei’, de Sófocles; ‘Os Persas’, de Ésquilo e ‘As Bacantes’, de Eurípedes serão interpretados respectivamente nos dias 5, 12 e 19 de fevereiro, no canal do Grupo Jurubebas no Youtube; no Instagram @grupojurubebas e na página oficial do grupo no Facebook, sempre às 18h.

Os textos das leituras serão dirigidos por Felipe Maya Jatobá, que assina ‘As Bacantes’; Herberth Virgínio, responsável por ‘Édipo Rei’; e ‘Os Persas”, conduzido por Caio Muniz. Cada diretor realizará sua versão das obras em formato virtual, garantido outra forma de conteúdo disponibilizado nas plataformas de vídeo, ideais para cumprir o distanciamento durante o decreto estadual. O projeto foi contemplado pelo edital Prêmio Feliciano Lana, da Secretaria Estadual da Cultura e Economia Criativa do Amazonas.

Apoio O projeto foi contemplado com edital da SEC/Lei Aldir Blanc (Foto: Divulgação / Grupo Jurubebas)

O projeto surgiu como uma proposta de experimentação cênica virtual interna, mas que ganhou contornos ainda maiores com a participação do professor da Universidade Estadual de Minas Gerais, Mário Geraldo Fonseca, natural do município de Maués. “Mário tem a função de provocar esteticamente os artistas na condução dessa nova narrativa adaptada aos tempos atuais”, declara Felipe Jatobá, um dos diretores do projeto.

Além de trazer os textos para o nosso dia a dia, “Leituras de Apartamento” também tem a função de fomentar o trabalho de artistas de outras cidades além da capital. É o caso dos atores Jorge Ribeiro, natural de Borba, que interpretará a leitura de “As Bacantes” ao lado da manauara Raiana Prestes, Herberth Virgínio, natural de Maués, que dirigirá a leitura de “Édipo Rei”, e Emilly Cerdeira, natural de Manaus, mas criada na cidade de Careiro Castanho.

‘Édipo Rei’, um dos mais conhecidos textos de tragédia, será apresentado no dia 5 de fevereiro. Em busca de respostas sobre sua origem, Édipo é atingido por uma terrível profecia, onde deve matar seu pai e casar com sua própria mãe. Herberth Virgínio escolheu a linguagem do drama para desenvolver sua narrativa, com a atuação de Nícolas Queiroz.

‘Os Persas’ será apresentado dia 12 de fevereiro, com direção de Caio Muniz. Ésquilo apresenta o contexto do povo persa diante da inevitável derrota contra a Grécia.

‘As Bacante’ encerra a primeira edição do projeto no dia 19, com direção de Felipe Maya Jatobá e atuação de Jorge Ribeiro e Raiana Prestes. Na peça, Dionísio leva seu culto para Tebas, mas é impedido. É quando ele induz as mulheres da cidade ao delírio em um culto à sua própria imagem.

Anúncio