Homem demitido após vídeo do jet ski, abre negócio e agradece ex-patrão

O ex-patrão não gostou da brincadeira do vídeo e a relação entre os dois foi se desgastando. Pouco tempo depois o homem ficou desempregado em plena pandemia

São Paulo – Após um ano, depois de um vídeo que Arthur Razec, de 33 anos, publicou nas redes sociais mostrando uma caminhonete e um Jet Ski (veículo aquático), ele reapareceu nas redes agradecendo o patrão que o demitiu após a repercussão do vídeo que desagradou o chefe.

Em entrevista para o blog ‘Só Notícia Boa‘, ele disse que tinha sido demitido do posto de gasolina onde trabalhava na cidade de Aparecida de Goiânia, Goiás, depois do vídeo do jet ski que gravou e viralizou nas redes sociais.

Arthur Razec no vídeo de 2020 do jet ski, e agora, agradecendo ao ex-patrão pela demissão (Fotos: reprodução)

“Eu fiz um vídeo de uma piada que repercutiu muito. Eu filmei uma caminhonete que tinha um jet ski e nem era do meu patrão na verdade, era de um cliente. Mas aí o vídeo repercutiu tanto que chegou no meu patrão”, contou Arthur Razec.

O ex-patrão dele não gostou da brincadeira, a relação entre os dois foi se desgastando e pouco tempo depois, Arthur, que é pai de uma menina de 8 anos, ficou desempregado em plena pandemia.

Sem dinheiro, nem seguro desemprego, ele não sabia o que fazer. Até que teve uma grande surpresa.

De demitido a comerciante

O pai de Arthur, que saiu de casa há quase 30 anos, soube do drama do filho e reapareceu oferecendo ajuda.

“Pedi a Deus uma solução. Aí meu pai, que saiu para comprar cigarros há mais de 28 anos e nunca tinha me dado nada nessa vida, me ligou […] e falou que iria me ajudar. Ele veio de João Pessoa na Paraíba aqui pra Goiânia e me ajudou a montar minha mercearia que também é uma distribuidora de bebidas”, contou Arthur, que foi criado apenas pela mãe, dona Damiana Pedro de Souza, de 55 anos.

Depois disso, seu Antônio da Silva Santos, de 54 anos, voltou para o nordeste e Arthur começou a tocar o negócio sozinho.

O mundo gira

E não demorou para tudo acontecer: “Montei minha mercearia em 22 de agosto de 2020 [40 dias após a demissão]”, lembra.

E ele conta que, de lá pra cá, a vida melhorou muito: “Eu ganhava no posto cerca de 1.300 reais. Hoje ganho em torno de 6 mil por mês”, agradece. Arthur está todo feliz também porque conseguiu contratar a irmã dele, que estava desempregada.

O vídeo da discórdia

No ano passado, Arthur gravou um vídeo de brincadeira dizendo: “Você tá vendo aquela caminhonete ali e aqui jet ski? É (sic) do meu patrão”.

Hoje, já com vida nova, ele gravou outro vídeo parecido, com uma mensagem de agradecimento ao ex-patrão.

“Papai do céu me abençoou, eu consegui montar minha própria empresa, estou acordando cedo, trabalhando duro, só que pra mim mesmo, né? Eu quero agradecer ao meu patrão. Foi a melhor coisa que você fez”. E ele continuou, parodiando a si mesmo:

“Tá vendo aquele jet ski? Tá vendo aquele Honda Civid? Pois é, vou engatar o jet no Honda e tô descendo para o lago”, afirmou.

Arthur disse ao SNB que no mês passado conseguiu comprar um carro melhor, ”um Civic 2012 igual ao do meu antigo patrão e o jetski eu apenas aluguei, porque não tenho tempo para ficar andando direto”, disse.

A mercearia e distribuidora de bebidas @arthur_razec fica perto do posto de gasolina, em paraíso Aparecida

Sobre o patrão dele?

Arthur diz que eles nunca mais se falaram.

Assista ao vídeo:

Anúncio