HQ transforma figuras mitológicas amazônicas em guardiões da floresta

HQ traz a história do índio Anhangá, um defensor da floresta, rejeitado por sua própria tribo

Manaus – Uma história em quadrinhos (HQ) produzida por artistas da House 137 Studio transformou figuras mitológicas indígenas em personagens centrais da obra “Amazônidas: Guardiões das Florestas”. O projeto foi contemplado por meio do edital de Conexões Culturais 2017, da Prefeitura de Manaus, e traz a história do índio Anhangá, um defensor da floresta rejeitado por sua própria tribo.

O studio distribuiu 480 exemplares em escolas públicas de Manaus (Foto: Reprodução)

Ademar Vieira e Paulo Teles Yonami assinam o roteiro da obra, com argumento e letras de Yonami. “Amazônidas” conta ainda com desenhos de Thiago Vale, arte final de Emanuel Braga e cores de Marcos Martins, em uma produção da House 137.

“Os desenhos estão muito legais, acredito que o público irá curtir. Nós fizemos um apanhado, organizamos referências, não apenas da cultura indígena, mas também do cristianismo, com a Divina Comédia, obra de Dante Alighieri, para auxiliar na estrutura da trama do livro e o resultado final ficou muito, muito legal mesmo”, explicou Yonami.

Na manhã desta quarta-feira (18), a House 137 promoveu uma exposição no Kalena Café, zona Centro-Sul, com páginas de “Amazônidas”. Quem compareceu ao local ganhou um exemplar da HQ. A iniciativa foi em contrapartida ao apoio da Prefeitura de Manaus.

Além disso, ainda em contrapartida, o studio distribuiu 480 exemplares em escolas públicas de Manaus. Quem tiver interesse em adquirir uma HQ de “Amazônidas: Guardiões das Florestas” pode entrar em contato com o studio por meio da rede social Instagram: @house_137.

Anúncio