Idosos estão sob ameaça com a Covid-19

Expectativa de vida dos idosos que avançava está sob ameaça com a pandemia da Covid-19

Manaus – A expectativa de vida da população brasileira idosa tem aumentada nas últimas décadas, porém com a pandemia do coronavírus, esse seleto grupo de pessoas sofreu com as complicações da Covid -19, onde muitos perderam a batalha para o vírus. A pandemia mudou completamente a rotina da humanidade, e deve permanecer por um longo período.

Idosos na região central de Brasília. (Foto: Arquivo / Agência Brasil)

“Os cuidados com a saúde dos idosos devem ser redobrados por conta da fragilidade da saúde desse público. O distanciamento social deve ser mantido, sair de casa de forma essencial e protegido com máscara. Contato com familiares ainda deve ser mantida a proteção, visitas nem pensar. Manter a limpeza das mãos com álcool em gel e lavar sempre as mãos com água e sabão mesmo estando em casa”, recomenda a médica geriatra Karoline Rodrigues.

blank

Dra: Karoline Rodrigues, Médica Geriatra Co Fundadora do Instituto Senescer (Foto: Divulgação)

Manter uma alimentação saudável, movimentar-se, fazer atividades recreativas mesmo dentro de casa, são importantes para manter a mente ocupada e ao mesmo tempo proporcionar momentos de descontração, reitera Karoline.

Idosos que tem comorbidades, como pressão alta, diabetes, dentre outras, devem ser mantido o controle das mesmas, pois foi constatado que durante a pandemia, idosos que são crônicos tiveram complicações com a Covid-19. Obesidade, doenças cardíacas e diabetes são as que mais causaram complicações, por conta do processo inflamatório causado pelo vírus, principalmente no pulmão.

Mesmo com a vacina sendo aplicada nos idosos, ainda será necessário manter o uso de máscaras e evitar aglomerações, pois a eficácia da vacina ainda está em análise, alerta a geriatra. Para ela, quando houver um percentual maior de vacinados da população, gradativamente estaremos voltando à vida normal, mesmo ainda com restrições para o público idoso.

blank

(Foto: Divulgalção)

“Com o isolamento social, muitos idosos deixaram de praticar atividades ao ar livre, ou praticar caminhadas em parques e praças, porém, existem exercícios que podem ser praticados em casa, sempre com o auxílio de um profissional se puder, ou recorrer aos existentes na internet, o importante é praticar exercícios, se movimentar”, aconselha Karoline Rodrigues. “Idosos que tiveram Covid-19 e receberam alta devem ainda ter um acompanhamento médico, identificar sequelas como cansaço, tosse seca e até falha de memória, dentre outros precisam de tratamento com um especialista”, aconselha a geriatra.

Anúncio