Inaugurado o Centro de Arqueologia de Manaus

Localizado no prédio da antiga Câmara Municipal, na Avenida 7 de Setembro, no Centro, a integra o programa ‘Manaus Histórica’ de restauro de prédios públicos e terá o viés de museu

Manaus – Mais um importante espaço que resgata parte da história e cultura da capital amazonense e reforça a ressignificação da área central da cidade está inaugurado. “Nós restauramos uma obra de arte”, definiu o prefeito Arthur Virgílio Neto ao entregar nesta quarta-feira (23), o Centro de Arqueologia de Manaus (CAM), localizado no prédio da antiga Câmara Municipal, na Avenida 7 de Setembro, que foi totalmente restaurado.

Centro recebeu o nome do ex-deputado Miquéias Matias Fernandes (Foto: Mário Oliveira/Semcom)

A obra, que integra o programa ‘Manaus Histórica’ de restauro de prédios públicos e que terá o viés de museu, recebe o nome do ex-vereador e ex-deputado estadual Miquéias Matias Fernandes, um dos políticos mais atuantes e influentes da cidade, desde a década de 1980.

“Esse local onde era a antiga Câmara Municipal não podia ter outro nome a não ser o do tão atuante vereador Miquéias Fernandes, que aqui trabalhou. Fiquei emocionado junto com sua família e muito honrado em poder fazer esta homenagem a uma pessoa tão querida. A obra em si foi feita de maneira belíssima, resgatamos mais ainda a história de Manaus, um patrimônio que não tem como mensurar seu valor. É muita beleza, dá impressão de estarmos visitando um espaço de arte europeu”, declarou o prefeito Arthur, acompanhado da presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro.

A obra, coordenada pelo Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) e aprovada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), consolida a proteção, divulgação e promoção do patrimônio arqueológico da cidade. Um dos conceitos utilizados será o de musealização da arqueologia, método aplicado como recurso de exposição pública, conservando os remanescentes in situ (no local achado), com técnicas museográficas. O espaço terá a gestão da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

“Esse prédio tem um significado muito nobre para todos nós, compõe todo um conjunto arquitetônico do centro histórico, que é reconhecido pelo Iphan como Patrimônio Cultural Brasileiro pelo fato de ser representativo na história e na memória da sociedade. Este restauro é mais um, realizado pelo prefeito Arthur Neto, que une o sustentável com o contemporâneo. O prefeito gosta da nossa história, fez muito pelo nosso centro histórico e está de parabéns”, disse a superintendente do Iphan no Amazonas, Karla Bitar.

Familiares do parlamentar prestigiaram a inauguração.

“É uma honra ter um espaço tão importante para a cidade com o nome em homenagem ao meu pai, que viveu em prol do povo manauense ocupando cargos públicos”, salientou o filho do homenageado, Miquéias Júnior.

Anúncio