IZA e Criolo são as primeiras atrações confirmadas no festival The Town 2023

Feito pelos produtores do Rock in Rio, evento será no Autódromo de Interlagos em 2023 e fará várias homenagens a São Paulo

São Paulo – Os mesmos produtores do Rock in Rio confirmaram, em coletiva realizada na tarde desta quarta-feira (10), um festival de grande porte em São Paulo chamado The Town. O The Town será realizado em 2023, no Autódromo de Interlagos, e apenas dois nomes da programação foram divulgados: a cantora Iza e o rapper Criolo.

(Foto: Reprodução / Instagram)

O idealizador do evento, Roberto Medina, e sua filha, Roberta, deram detalhes de como pretendem fazê-lo. Segundo Roberta, horas  a escalação de artistas terá o mesmo peso do Rock in Rio. “Não podemos caminhar para trás com o que aprendemos fazendo o Rock in Rio. Queremos ter a mesma potência de lineup nacional e internacional.” Assim como já é com o festival carioca, o evento não será exclusivamente musical.

O Autódromo de Interlagos, que já recebe todos os anos o Festival Lollapalooza, vai se tornar a Cidade da Música entre os dias 2, 3, 8, 9 e 10 de setembro de 2023, assim como no Rio existe a Cidade do Rock. “Mergulhamos na ideia desse potência que São Paulo tem, da capacidade que existe na cidade para tornar entretenimento um fator econômico, e optamos por criar uma nova marca, e não apenas fazer aqui uma edição do Rock in Rio, como as pessoas cobravam.” Assim, os espaços desenvolvidos entre os palcos vão fazer uma homenagem a São Paulo.

PALCO SKYLINE

O palco principal terá o nome de Skyline e a área total do autódromo, de 350 mil m², deverá receber uma média de 100 mil pessoas por dia, que serão expostas a 230 horas de música pelos cinco dias de festival.

A organização calcula que fará um investimento de aproximadamente R$300 milhões na realização do projeto, algo que deve movimentar até R$ 1,2 bilhão no Estado de São Paulo e gerar mais de 27 mil empregos direta e indiretamente.

Um segundo palco, com a proposta de “dar voz e abrir a discussão sobre a ideia de que somos todos um só”, nas palavras de Roberta Medina, terá o nome de The One. A diversidade de gêneros e etnias vai dar o tom das apresentações e das atrações convidadas. Roberto Medina, agora criador e presidente do Rock in Rio e do The Town, falou sobre suas apostas em um texto: “Sonhava em fazer um evento em São Paulo, mas precisava ter a cara da cidade. É um enorme prazer e uma responsabilidade ainda maior idealizar e produzir algo tão grandioso, um projeto único, à altura dessa grande cidade, que foi a inspiração para a criação. São Paulo atrai gente que sonha, como eu. Ela é multicultural, vibrante, intensa”.

Um terceiro espaço, mais gastronômico, terá o nome de City Market. “Ele vai levar a lógica da gastronomia e dessa riqueza de gente e culturas que a cidade possui. Será um espaço para grandes e novos chefs mostrarem seus pratos, algo um pouco mais sofisticado do que o fast-food que já estará sendo servido em outros espaços.” E outro espaço, chamado São Paulo Square, foi montado com réplicas de edifícios icônicos da cidade, que terá ainda um palco menor com apresentações de jazz e blues. Um musical feito especialmente para o evento, inspirado nos anos 1960, será apresentado em uma grande arena.

Anúncio