Karoline Lima conta que Éder Militão não quis que ela morasse na Espanha com a filha

Ela também disse que o jogador não quer ninguém próximo da mãe com a menina quando ela vai visitá-lo na Europa

São Paulo – Recentemente, Karoline Lima chorou ao se despedir da filha, Cecília, que viajou para Espanha para visitar o pai, Éder Militão. A garota nasceu no país da Europa, onde o jogador mora, mas se mudou para o Brasil com a mãe quando ainda era um bebê. A influenciadora contou que tomou essa decisão junto do ex e que o atleta não quis que ela continuasse morando em Madri, capital espanhola.

(Foto: Reprodução Instagram @karolinel e @edermilitao)

“Quando morava lá, perguntei se seria bom que continuasse lá, até para ter mais contato, conseguir ter mais acesso, ser tudo muito mais fácil, e a reposta foi que não. Então, nós voltamos para o Brasil e realmente naquele momento seria melhor para mim estar no Brasil, até por conta dos meus trabalhos, mas abriria mão por esse contato [da filha com o pai]”, contou Karoline.

Ela disse estar feliz por poder viver no Brasil, onde está o trabalho dela e onde pode contar com o apoio da família e de amigos. A loira também comemorou que a criação da filha está dando certo e que Cecília vai visitar o pai sempre que é possível.

A influenciadora explicou que ela e Militão não tem um esquema de guarda definido. “Até o momento, não existe divisão. Ele pega ela quando ele quer, quando pode, quando avisa. Aí eu aceito e ela vai. É só isso, um combinado”, detalhou.

Karoline também disse que Cecília viaja para a Espanha acompanhada dos avós paternos e da família do jogador, mas disse que a bebê vai sem a babá. “É um pedido dele não ter ninguém do nosso convívio enquanto ela estiver lá”, revelou.

Anúncio