Manaus é cenário de história em quadrinhos

A revista foi lançada no fim de semana no SuperFest, em Santiago, no Chile

Manaus – Manaus é cenário de uma história em quadrinhos ambientada no futuro em uma trama onde a América do Sul integra um único bloco, a ‘Nova Amazônia’. O ‘Último Detetive’ (El Ultimo Detective) é uma HQ chilena publicada pela editora Acción Comics, com desenhos do brasileiro Geraldo Borges e roteiro do chileno Claudio Álvares.

Uma sequência de assassinatos remete a um crime de 20 anos atrás, possivelmente tratando-se do mesmo criminoso, o que faz com que a comissária de polícia seja forçada a chamar o protagonista, Joe Santos, de volta à ativa. Joe era responsável por esse caso antigo (que o fez perder seu braço e sua parceira de trabalho, irmã da atual comissária) e teria mais chances de solucioná-lo. Mas essa volta ao passado tem um preço.

Referência

Geraldo é natural de Fortaleza e teve uma passagem por Manaus, cidade pela qual diz ter um grande carinho. “Originalmente Claudio (Alvarez), pensou em fazer nossa história ambientada no Brasil em um futuro distópico; porém a ideia inicial seria em São Paulo (que é uma cidade mais conhecida no exterior) o que pra mim seria um problema e exigiria muita pesquisa porque não conheço bem São Paulo. Me pareceu uma solução ambientá-la em Manaus, cidade que morei por dois anos e que tenho uma relação pessoal. Então os amigos do Amazonas vão reconhecer-se em nosso quadrinho, desde ao Teatro Amazonas (que agora é a sede da policia de Nueva Amazônia) a detalhes como bebidas típicas da região e pequenos easter eggs, como referência até aos bois Garantido e Caprichoso”, adiantou Borges.

Divulgação

Trabalho autoral

Desenhista para grandes editoras, até o ano passado Borges trabalhou para a Marvel Comics (X-Men, Wolverine, Star Wars, Venom 2099) e em janeiro foi publicado o seu trabalho mais recente para a DC Comics, Catwoman (Mulher Gato).

“Em mais de 20 anos de carreira, sempre desenhei criações de outras pessoas e falhei em encontrar tempo para desenhar minhas histórias. Ao mudar para Santiago (onde moro), conheci Claudio, dono de uma editora chilena, Acción Comics, em que tinha criado revistas como El Gran Guarén e El Ejército de Dios. Juntos montamos uma agência que representa desenhistas para o mercado americano chamada ArtistGO! e decidimos que seria uma boa ideia lançar um projeto nosso”, contou.

O roteirista Claudio Alvarez é jornalista por formação, com projetos lançados no Chile na área de quadrinhos e em andamento em outras plataformas como TV e Cinema.

Colaboração

O trabalho tem ainda a colaboração de Arthur Hesli (colorista de Natal) e Maycos Alfaro (letrista chileno) em uma trama que trata de tráfico de drogas, reflexões sobre a sociedade atual e é amparada na dinâmica entre o protagonista e sua nova parceira de investigação, uma robô com Inteligência Artificial.

A revista foi lançada no SuperFest, em Santiago, mas a pretensão dos autores é de chegar a outros mercados, inclusive no Brasil.

Anúncio