MC Pipokinha sobre assédio: “não falei que concordo, falei que acontece”

Cantora disse ainda que roupa não é convite, mas se tiver de roupa curta irão mexer mais do que se tiver de roupa comportada

São Paulo – MC Pipokinha deu o que falar depois de uma entrevista dada ao Podcast Creators. A funkeira abriu uma live nesta quinta-feira (16) para se explicar sobre as declarações polêmicas feitas durante a entrevista. Na ocasião, Pipokinha declarou que as pessoas não entenderam o que ela quis dizer: “não falei que concordo, falei que acontece, está em todos os lugares”.

(Foto: Reprodução Internet)

“Em relação a assédio, assédio todo mundo… Você é bonito, você não sofre assédio? Alguém já não mexeu com você? (…) Então todo mundo sofre assédio. Isso é a coisa mais normal que existe no mundo”, afirmou a funkeira

A funkeira havia comentado no Podcast sobre o assédio que sofreu durante um show, que a invasão era normal, se você usa roupa curta.

“Isso é a coisa mais normal que existe no mundo (…) Não use uma roupa curta se você não sabe lidar com assédio”. A fala gerou repercussão e revolta na internet.

Pipokinha continuou o assunto e ainda disse que é só se defender.

“Sempre vai ter alguém querendo passar dos limites com você” e que cabe a pessoa vítima do assédio “se impor e se defender”

“A partir do momento em que o menino meteu a mão na minha calcinha e puxou, eu não gostei, eu bati nele e já serviu de exemplo para os outros”, afirmou.

Antes dessa declaração polêmica, a cantora já havia dito em entrevista logo depois do episódio, que nada justificava o assédio que sofreu, nem a roupa que usava.

“Eu peguei o microfone e bati tanto na cabeça dele que só parei quando os amigos dele pediram. Para ele entender que eu posso estar pelada, mas se eu disser não, é não”.

Veja vídeo – Reprodução Instagram @portalpopline:

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por POPline 🎧 (@portalpopline)

 

Anúncio