Ministro da Venezuela destaca ação para receber bem turistas brasileiros

País quer ampliar intercâmbio com o Brasil e toma medidas para evitar constrangimento a visitantes.

Manaus – Após reconhecer a existência de casos de violência e constrangimento a turistas do Amazonas e de Roraima que entram na Venezuela, o ministro do comércio do País vizinho, Alejandro Fleming, anunciou medidas para coibir esse tipo de ação que desestimula o intercâmbio. A informação foi dada na abertura da 7ª edição da Feira Internacional da Amazônia (Fiam), onde a Venezuela expõe produtos para exportação. 

De acordo com Fleming, a Venezuela está tomando medidas para reforçar a segurança turística, com um trabalho de sensibilização dos funcionários públicos e de todos os policiais que cobrem a rota terrestre, especialmente no trecho entre Manaus e a ilha Margarita. 

Fleming ressaltou que existe a necessidade de cuidar não apenas da segurança física, mas da segurança de informação turística a todos os brasileiros. 

“Esse é um problema conhecido, mas tem diminuído nos últimos anos. Em 2012, quando eu era ministro do Turismo, estive na fronteira juntamente com as autoridades de turismo do Brasil, percorrendo as aduanas e pontos de turismo venezuelanos para fazer essa conscientização. O ministro atual também tem ido pessoalmente nesses pontos falar diretamente com os policiais. Isso deve aumentar o turismo e fomentar toda a atividade com o público brasileiro”, destacou Fleming. 

O atual ministro do Turismo da Venezuela, Andrés Izarra, salientou que a intenção do setor é intensificar as rotas aéreas e terrestres para garantir o fluxo de visitantes entre os países, principalmente em decorrência dos atrativos naturais da Venezuela. Ao final da tarde, Izarra participou de uma reunião com membros do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur). 

A Venezuela está com um dos maiores estandes da feira, com mais de 60 empresas. Segundo Fleming, o País trouxe companhias dos ramos alimentício, automobilístico, de bebidas alcoólicas, construção, indústrias básicas de alumínio e ferro, granito, plástico. “Esse intercâmbio comercial é muito importante e queremos mostrar a potência exportadora da Venezuela”, comentou o ministro Fleming, que também identificou o potencial importador de diversos produtos locais, como motocicletas.

Anúncio