Áudios de apresentações do Festival Amazonas de Ópera estão disponíveis na internet

Conteúdo digital do evento também será divulgado pela Ópera Latinoamérica

Manaus – O ouvinte de ópera e também aqueles que desejam conhecer mais do gênero agora podem ouvir apresentações do Festival Amazonas de Ópera gravadas ao vivo. Nesta quarta-feira (8), a produção do FAO inaugurou canais no SoundCloud e YouTube com duas obras para o público. O conteúdo também pode ser encontrado no Portal da Cultura (cultura.am.gov.br), por meio da aba ‘Cultura Sem Sair de Casa’, e no site do FAO (fao.teatroamazonas.com.br).

Áudios das versões de ‘Otello’, uma de Giuseppe Verdi e outra de Gioacchino Rossini, foram os escolhidos para a estreia dos canais na internet (Foto: Divulgação)

“Este conteúdo é importante não só pela iniciativa, mas também por atender a um público que já se preparava para prestigiar o 23º FAO este ano, mas que foi adiado devido ao novo coronavírus. O importante é cuidar das pessoas e agora esta é mais uma opção para que elas prestigiem o evento dentro de suas casas”, afirma o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz.

As óperas escolhidas para estrear os canais foram as versões de ‘Otello’, uma do compositor Giuseppe Verdi e outra de Gioacchino Rossini, apresentadas na 10ª edição do FAO. De acordo com a produtora executiva do festival, Flávia Furtado, o projeto para lançar o conteúdo já estava em planejamento, porém, com a suspensão dos eventos culturais e ensaios em precaução a Covid-19, surgiu a oportunidade de retomar o processo com o tempo necessário.

“Temos gravações de áudio do festival desde a nona edição, quando fizemos o ‘Anel do Nibelungo’, feitas pelo Igor Jouk, que é músico da Amazonas Filarmônica. Com o tempo, pudemos investir mais em equipamentos de gravação que possibilitaram mais qualidade. Sempre foi uma ideia divulgarmos esse conteúdo digital, porém, os maestros ainda não tinham tido o tempo necessário para avaliar estes arquivos, pois são muitos e requerem tempo para análise”, explica.

“Agora, eles estão conseguindo ouvir as gravações e selecionar as melhores para o público, que poderá prestigiar a eletricidade de uma performance ao vivo do FAO em diversas plataformas, seja no site, YouTube ou Soundcloud”.

As óperas em forma digital também serão enviadas para a Ópera Latinoamérica (OLA), organização sem fins lucrativos que agrupa teatros de ópera. “A OLA fez um acordo com os todos os teatros membros para que enviassem os conteúdos digitais, e eles divulgarão nossos concertos nos canais deles também”, ressalta Flávia Furtado.

O maestro Luiz Fernando Malheiro, diretor artístico do FAO e regente titular da Amazonas Filarmônica, explica que a escolha das obras é referente ao marco do evento ter apresentando as versões de ‘Otello’ de Verdi e Rossini em uma mesma edição.

“Estou fazendo a seleção das obras e, ouvindo com calma estas óperas, percebi que seria válido começar por elas. O ‘Otello’ de Verdi é montado com mais frequência, porém o de Rossini é raríssimo, e por isso tivemos a ideia de apresentá-los juntos no FAO”, comenta Malheiro. “Esta iniciativa será um outro meio do público conhecer o trabalho de mais de 20 anos deste festival, que é sucesso de crítica na América Latina. Em breve já estaremos disponibilizando mais obras nos canais digitais”, afirma.

O FAO está no YouTube com o canal ‘Festival Amazonas de Ópera FAO’, e no SoundCloud como ‘Festival Amazonas de Ópera’.

Anúncio