Boi-Bumbá: nova versão da toada ‘Vermelho’ é lançada

Toada já está disponível nas plataformas digitais

Manaus- Um dos maiores hits do Boi-Bumbá, “Vermelho” ganhou uma releitura da cantora, Marcia Novo, em parceria com o apresentador do Garantido, Israel Paulain. Lançada nesta sexta-feira (9), nas plataformas digitais, a toada faz parte do projeto Eletroboi 2.

(Foto: Divulgação)

Escrita por Chico da Silva, a música conquistou o Brasil nas vozes de David Assayag e Fafá de Belém. Nesta nova versão, Marcia une o clássico ao moderno sem tirar a essência da toada antológica que conquista corações até hoje.

“Nessa versão, eu apostei muito no refrão da música. Já começa no refrão para fazer todo mundo cantar e se emocionar. Os timbres e levadas são bem diferentes do tradicional, é lógico que ficou eletrizante bem na pegada Eletroboi que é moderno, é o boi-bumbá do futuro e é na voz de uma mulher”, explica Marcia Novo.

A essência mágica permaneceu, agora, mais ‘eletrônica’. De acordo com a cantora, a participação de Israel Paulain é energizante e o artista adora inovação, além de ter vontade de encarar novos desafios. Portanto, combina muito com o jeito “Eletroboi”.

“Já vínhamos conversando em gravar algo juntos, mas estava faltando uma oportunidade. Então, quando selecionei “Vermelho” para regravar no ‘Eletroboi 2’ pensei logo em convidá-lo, pois a canção pede paixão e emoção e acho que o Israel entrega tudo isso. Fora o carinho enorme que tenho por ele, por ter sido o primeiro cantor a me dar oportunidade, quando comecei no mundo bovino, me chamando para cantar no trio dele no Boi Manaus”, comenta Marcia. “No dia da gravação nos divertimos muito vibrando pelo nosso Garantido que sempre nos emociona e também relembrando muitas participações que fiz nos shows dele. Agradeço muito ao Boi Garantido pela parceria e ao príncipe encarnado, Israel Paulain, por terem acreditado nesse projeto”, reconhece.

A escolha de “Vermelho” reflete o sangue encarnado que corre nas veias da artista. Marcia é sobrinha de Roseane Novo e bisneta de João Novo, família tradicional de Parintins e vinculada ao Boi Garantido. A cantora é uma das heranças perreché que cresceu no Boi e usa seu trabalho para fortalecer o gênero.

Eletroboi

O novo lançamento faz parte do projeto Eletroboi que iniciou em 2020 e trouxe um mix de percussões eletrônicas, guitarras e teclados. A produção ficou por conta do maestro paraense Manoel Cordeiro e apresentou releituras de clássicos como Réquiem, Ritmo Quente, Bumba Bum Bumbá de Klinger Araújo, entre outras.

Já nesta segunda versão, a produção é totalmente amazonense e apresenta uma mudança na estética musical. O EP conta com uma faixa autoral já lançada por Marcia Novo no dia 19 de abril. A toada “Tarumã, Baré, Manao” celebra os povos indígenas que habitavam em Manaus e tem participação de David Assayag, Yra Tikuna e Marcia Siqueira.

“O 2 é dirigido por mim e produzido por Diego Freitas e Neto Armstrong, dois caboquinhos aqui da terra que traduzem a estética musical do projeto. Nós inserimos o charango dialogando com as guitarras, os elementos amazônicos e sintetizados, viajando em uma outra concepção de timbres, levadas e principalmente a mistura de batidas latinas com Boi-Bumbá. É uma estética de glamour, de sensualidade, de futurismo que foi pensado para as baladas e tendências musicais do mercado nacional e internacional. Quero ouvir essa versão tocando em Ibiza, por exemplo, e a galera curtindo”, disse a cantora.

O “Vermelho” do Eletroboi 2 foi apresentado pela primeira vez ao público no Arena Planeta Boi no último sábado (03). Ao final do show, Marcia Novo recebeu uma placa da distribuidora internacional de música ONErpm em comemoração a mais de 1 milhão de views da cantora nas plataformas digitais, uma forma de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido pela artista.

A releitura da toada Vermelho já está disponível nas plataformas digitais.

Anúncio