Parintinenses brilham nas Escolas de Samba

No Rio de Janeiro e São Paulo os artistas de Parintins deixam suas marcas nas Escolas de Samba

Manaus – Os resultados dos carnavais das Escolas de Samba de São Paulo e do Rio de Janeiro têm a marca da criatividade dos artistas parintinenses nos carros alegóricos. Para Ericky Nakanome, presidente do Conselho de Artes do Boi Caprichoso, há uma importância muito grande a relação profissional dos artistas de Parintins com as Escolas de Samba, porque esteticamente os bumbás se correlacionam. “Existe, historicamente, uma aproximação estética entre a festa do boi-bumbá e o Carnaval. Isso é inegável, apesar de existirem singularidades, que dividem, de fato, essa estética, nós temos uma estética muito mais rústica, original”, destaca.

Jesus Cristo Negro foi confeccionado pelo parintinense Leandrinho Rodrigues (Foto: Widger Frota/Divulgação)

Um dos inúmeros artesãos de Parintins trabalhando no carnaval carioca, Glemberg Castro e sua equipe são responsáveis pelas pinturas de arte de todos os carros alegóricos da Beija-Flor de Nilópolis. Ele só entra na avenida para o desfile entre o penúltimo e o último carro. “As vezes o carro pode bater, pode acontecer algum imprevisto e tenho, junto com a equipe, que ficar de plantão nos carros para corrigir qualquer falha que venha acontecer”, disse.

Cid Carvalho, um dos carnavalescos da Beija-Flor, esteve em Parintins e fez questão de trabalhar com os artesãos. “O Festival de Parintins é um evento maravilhoso. As pessoas dizem que os dois eventos são muito distintos, mas na verdade, na emoção e em tantas outras coisas são semelhantes”, assegura.

Equipe da ilha

Sentado na calçada, ao lado do carnavalesco, acompanhando a montagem da escola e orientando um grupo de artistas ilhéus, Jucileide Silva de Souza assegura que todos tratam a Beija-Flor como uma família. “Aqui trabalhamos em conjunto, tanto os artistas do Amazonas como do Rio de Janeiro”, explica a mulher do artista Ferdinando Carivardo, e mãe dos artistas Tárcio e Marcel Souza, que atuam no núcleo de movimentos.

Glemberg Castro e a equipe de pintura de arte da Beija-Flor (Foto: Divulgação)

Na Mocidade Independente de Padre Miguel mais artistas vindos de Parintins. Na homenagem à Elza Soares, a pintura feita pelo parintinense Andrew Viana, ganhou destaque nos jornais. “Estou muito feliz com a repercussão do nosso trabalho e nos orgulha muito”, disse. Solitários e desde setembro no Rio, durante o Carnaval, alguns artistas levam familiares, que se tornam colaboradores da escola.

Já no Salgueiro, Kenedy Prata orienta, chama atenção e coordena. Ele e sua equipe constroem aquilo que levantou o público, na Marquês da Sapucaí: os efeitos de movimentos, surpresas e pinturas. Na saída da escola da avenida e o grito de é campeão pela galera é “uma forma de reconhecimento do nosso trabalho”, disse.

Alegoria da Vila Isabel teve atuação dos parintinenses Alex Salvador e Jucelino Ribeiro (Foto: Widger Frota/Divulgação)

Jesus Cristo Negro

O polêmico carro alegórico, ‘Jesus Cristo Negro’, que a Estação Primeira de Mangueira, levou para a Sapucaí na primeira noite de desfile no domingo (23), foi confeccionado pelo artista parintinense Leandrinho Rodrigues. O carro foi um dos destaques do desfile do Carnaval do Rio de janeiro. Medindo aproximadamente 20 metros de altura, carro mostrava um jovem negro crucificado, com brinco, tatuagem no pescoço, cabelo descolorido e corpo crivado de balas.

Já em São Paulo, na Escola de Samba Estrela do Terceiro Milênio, que trouxe o enredo ‘No coração da floresta nascem estrelas que brilham no meu Carnaval’, que homenageou Parintins, o artista Sorin Sena, deu vida ao Bumbódromo, no último carro da escola, que ficou em terceiro lugar.

Inovação

A águia da Portela ganhou o Estandarte de Ouro como a inovação do desfile, no Carnval, do Rio de Janeiro. Os artesãos Ederson Simas e Leonardo Cantanhede foram os responsáveis pela escultura de movimentos e pinturas do carro alegório, que surprendeu na Avenida.

*Colaboração especial: Carlos Alexandre (Portal CNA7) e Gerlean Brasil