Passo a Paço encerra edição de 2019 com público de mais de 201 mil pessoas

O quarto e último dia do festival promovido pela Prefeitura de Manaus foi marcado por apresentações de youtubers e estrelas mirins

Manaus – Entre shows de estrelas mirins e youtubers, delícias gastronômicas e intervenções teatrais, famílias e grupos recheados de crianças e adolescentes de várias idades participaram do último dia do Festival Passo a Paço 2019 neste domingo (8). Mais de 19.291 pessoas foram conferir a programação do ‘Passinho’, dedicado ao público infantojuvenil. Durante os quatro dias de evento, promovido pela Prefeitura de Manaus, foram registradas nas catracas a presença de 201.502 pessoas, mais que o dobro de público da edição anterior.

Um público formado por pessoas de todas as idades conferiu as atrações da primeira edição do ‘Passinho’ (Foto: Nathalie Brasil/Semcom/Divulgação)

O prefeito Arthur Virgílio Neto, que esteve presente no último dia do evento acompanhado da primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro, afirmou que o Passo a Paço tende a crescer a cada ano, consolidando Manaus na rota dos grandes festivais.

“Foi um grande sucesso e no ano que vem faremos algo maior ainda, porque esse que é um dos maiores festivais do Brasil, que só tende a crescer. As nossas atrações deste domingo transformaram o Paço praticamente em um ‘The Voice Kids’, com as presenças da Marcella (Bártholo), Lorenzo (Fortes) e Raylla (Araújo), participantes do programa. Nesta edição, chegamos a 200 mil pessoas, o que mostra que o evento é tão grande quanto outros festivais, como o Lollapalooza. E tudo isso com muita organização, sem nenhum problema, somente com muita diversão e alegria”, afirmou o prefeito.

A presidente do Fundo Manaus Solidária conversou com muitas pessoas que visitavam o estande montado no evento e fez questão de explicar sobre o trabalho da instituição e como a população pode ajudar.

“Estivemos com um estande no Passo a Paço pelo terceiro ano e me alegra muito ver a receptividade do público ao nosso trabalho, o interesse em conhecer as nossas ações. Além disso, um dos nossos principais objetivos, que era incentivar o protagonismo cidadão, foi alcançado. Muitas pessoas procurando informações de como ajudar na festa do Dia das Crianças, nosso próximo grande evento. A valorização das crianças para o prefeito Arthur e para mim é uma condição que fazemos questão de que componha as atividades da Prefeitura de Manaus. Prova disso também é o último dia desse grande festival, com o ‘Passinho'”, disse a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro.

‘Passinho’

No ‘Passinho’, os palcos Banana e Plataforma Malcher, onde ocorreram os shows dos três primeiros dias, deram lugar ao Palco Arena, localizado no estacionamento do Museu da Cidade de Manaus, por onde passaram nomes como o grupo Barbatuques, a dupla FutParódias, Show da Zelda e grupos de k-pop.

O Show da Zelda foi apresentado no Palco Arena (Foto: Leonardo Leão/Manauscult/Divulgação)

Primeira atração nacional da noite, os Barbatuques ensinaram adultos e crianças a brincar com os sons do corpo no espetáculo ‘Barbatuquices’, com direito a muitos estalos, palmas e coros. Seis dos 14 integrantes originais do grupo estiveram no palco, mostrando a proposta de fazer músicas com os movimentos do corpo e a voz.

“Essa é primeira vez que estivemos em Manaus e o festival realmente está de parabéns. As atrações foram incríveis e fechar o evento com uma programação infantil é muito legal e importante para fomentar novos públicos e dar a oportunidade para as crianças ocuparem os espaços públicos e brincarem”, afirmou Giba Alves, um dos integrantes do grupo.

Durante o espetáculo, os Barbatuques interagiram com o público, cantando músicas infantis como ‘Sambalelê’. “A gente vem toda edição e está tudo ótimo, ainda mais com esse palco e programação para a criançada”, destacou a autônoma Patricia Lima, 44, que foi ao evento acompanhada do marido, filha, neta, sobrinha e afilhada.

Já o encerramento da programação ficou por conta da dupla FutParódias, canal de YouTube formado por Leon Whosoever e André Drummond, o ‘Dezão’. Acompanhado por dançarinas no palco, o duo garantiu a diversão e risadas da garotada que aguardou pelo show, levando ao palco paródias de sucessos do funk, pop e até arrocha com letras relacionadas ao futebol.

“É a primeira vez que fazemos um show no Norte do Brasil e vir em uma ocasião como os 350 anos da cidade realmente traz uma sensação ótima”, contou Dezão, durante a apresentação.

Entre o público, o estudante Roger Monteiro, 13, aprovou o espetáculo. “Eu já conhecia a dupla, gosto de futebol e das músicas, principalmente as de funk. Achei o show bem divertido”, afirmou.

De k-pop a fazendinha

Para inaugurar a programação do Palco Arena, uma batalha de k-pop contagiou a torcida que se reuniu em torno do palco. Quatro grupos apresentaram suas danças ao som do ritmo coreano, na disputa por um prêmio e aprovação do público. O vencedor foi o grupo My Way.

“Eu acompanho o grupo há um mês e eu também curto k-pop e faço parte de um grupo de dança. Eles são uma inspiração para mim, são os melhores de Manaus”, afirmou a estudante Rafaela Calmont, 15.

A Arena também recebeu o musical ‘Show da Zelda’, que conta as aventuras dos animaizinhos que vivem na Fazendinha da Zelda. Com a música ‘Minha turminha não para de crescer’, os artistas encantaram o público, principalmente as crianças. No final do show, as crianças puderam ainda tirar fotos com os personagens.

Coreto em clima de reality musical

Cantigas de roda, rock e muita alegria marcaram o início dos trabalhos no palco Coreto, na Praça Dom Pedro II, em frente ao Museu da Cidade. A banda Di Bubuia foi a primeira a animar a criançada, com direito a clássicos infantis como ‘Lindo Balão Azul’, levando pais e filhos para um momento de interação.

A vocalista do grupo, Milena Di Castro, convidou a meninada para entoar cantigas como ‘Borboletinha’ e ‘Atirei o pau no gato’, e meninos e meninas formaram uma roda e cantaram juntos. Na plateia, Sofia estava fantasiada de borboleta e chamou a atenção da vocalista, que gentilmente a convidou para duelar uma música.

Depois disso, o palco cedeu espaço para o universo teen, protagonizado pelos jovens artistas amazonenses que já participaram do reality musical ‘The Voice Kids’: Marcella Bártholo, Lorenzo Fortes e Raylla Araújo.

Arrastando uma multidão ao centro da Praça Dom Pedro II, a também atriz e dançarina Marcella foi a segunda atração da noite, revezando hits do pop internacional com músicas autorais, como ‘Absurdo’, e distribuindo DVDs à plateia.

Em seguida, foi a vez de Lorenzo Fortes apresentar boas doses de ‘sofrência’ e sertanejo universitário, acompanhado de confetes e efeitos de fumaça e um público envolvido cantando em coro.

Vinda de Presidente Figueiredo, a cantora Raylla Araújo finalizou a noite. Ao som de ‘Amor I Love You’, canção que garantiu a ela uma vaga na final do ‘The Voice Kids 2019’, ela logo cativou a atenção da plateia. Raylla apresentou também clássicos da MPB.

Enquanto isso, no ritmo de street dance, o grupo de dança Gandhicats animou os intervalos entre uma apresentação e outra. À frente do Museu da Cidade, o coletivo arrastou o público jovem para prestigiar suas coreografias.

Museu da Cidade

Em funcionamento durante o Passo a Paço, pela primeira vez desde sua reabertura como Museu da Cidade de Manaus, o prédio do Paço da Liberdade, que também dá nome ao festival, foi uma das grandes atrações do evento este ano.

Foram mais de 16 mil visitantes nos quatro dias de evento, circulando pelo local e conferindo a beleza arquitetônica do prédio e a exposição permanente e tecnológica ‘A Cidade de Manaus: História, Gente e Cultura’.

Acompanhado da esposa e filha, o peruano Lucho Comemucho, que se apresenta com seu nome artístico, foi um dos visitantes que aproveitou para conhecer o museu. “Nosso trabalho nos permite viajar bastante, porque trabalho com arte. Agora estamos nessa cidade maravilhosa que é Manaus, muito generosa e de gente muito solidária. Aproveitamos para conhecer esse evento e o museu, que tem muita beleza e possui uma linha cronológica para interagirmos. As imagens são lindas também”, afirmou.

Marco simbólico

Para o diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula, o Festival Passo a Paço representa um marco simbólico do projeto de ressignificação do Centro.

“Fechar o festival com um recorde de público é algo extremamente expressivo e emocionante. O Passo a Paço é mais um passo do projeto da Prefeitura de Manaus para o resgate e a reocupação do Centro Histórico. Desde 2013, quando o prefeito Arthur Virgílio Neto decidiu ter o gabinete dele no Palácio Rio Branco e priorizou ações como a inauguração do Mercado Adolpho Lisboa, entrega das Galerias Populares, revitalização da Eduardo Ribeiro, entre outras, a prefeitura tem trazido as pessoas de volta ao Centro, para um reencontro com a sua identidade”, ressaltou Bernardo.

Durante quatro dias de festival, uma multidão de mais de 201,5 mil pessoas visitou as ruas do Centro Histórico de Manaus, participando de atrações como shows, exposições, visitas ao Museu, feira gastronômica e de economia criativa, entre outras, consolidando o Passo a Paço como maior festival do Norte do país e exaltando diversidade, representatividade e multiculturalidade.