Passo a Paço reúne público de 63,5 mil pessoas no primeiro dia

A cantora Ludmilla foi um dos destaques da noite e arrebatou o público com um show dançante e cheio de coreografias

Manaus – Um público de 63.493 pessoas compareceu ao primeiro dia do Festival Passo a Paço 2019, enchendo as ruas do Centro Histórico de Manaus durante a sexta edição do maior festival de artes integradas da Amazônia. O perímetro de mais de 45 mil metros quadrados teve espaço para tudo: música, gastronomia, intervenções artísticas, animação e diversidade.

Ludmilla levou milhares de fãs manauaras ao delírio (Foto: Márcio James/Semcom)

A cantora Ludmilla arrebatou o público com um show dançante e cheio de coreografias. Além dos sucessos já consagrados como “Cheguei” e “Te Ensinei Certin”, a cantora carioca apresentou também sucessos do seu mais novo álbum, “Hello Mundo”. A multidão, que aguardava ansiosa pelo espetáculo, retribuiu sem pena: cantou, dançou, pulou e pediu bis.

A estudante de moda, Jaqueline Ribeiro, que acompanha a cantora nas redes sociais, foi uma delas. “Eu a amo por todo o talento que ela tem, pela pessoa que ela é, sempre atenciosa com os fãs e o público. Impossível não dançar ao som da Lud, junto com ela e com as meninas. Estou realizando um sonho aqui!”, disse emocionada.

Cee Lo Green encerrou a programação da primeira noite do festival (Foto: Márcio James/Semcom)

Internacional

O show de encerramento da primeira noite do festival ficou por conta do cantor americano Cee Lo Green, atração internacional desta edição, que levou toda sua energia para o Palco Plataforma Malcher. Momentos antes de entrar no palco, o intérprete comentou sobre sua expectativa para a apresentação.

“Eu espero um monte de energia, interação e amor, pois é isso que estou trazendo para cá. É sobre compartilhar, e é isso que vamos fazer. Essa é uma oportunidade empolgante para mim: é a minha primeira vez em Manaus, mas já estive em São Paulo e Rio de Janeiro antes, e o Brasil como um todo tem me abraçado como uma família estendida, em que eu recebo muito carinho pelas cidades em que passo”, contou CeeLo.

Muita energia e interação foi o que, de fato, não faltou no show: além de seus grandes sucessos, como “Crazy” e “Bright Lights Bigger City”, Cee Lo Green levou ao palco um repertório misto, alternando suas músicas com reinterpretações e mashups de canções de outros nomes, do rock ao eletrônico, como David Bowie, Daft Punk e White Stripes, em versões prontas para fazer todo mundo dançar.

Acompanhado de sua banda formada principalmente por mulheres em figurinos brilhantes, o performer fez o público cantar junto, arriscou algumas palavras em português e ainda aproveitou para entoar junto com todo mundo um “feliz aniversário” para sua esposa, Shani James, para quem ele dedicou a música “Fool for You”. Em homenagem à música brasileira, Cee Lo também reservou um momento para tocar “Magalenha”, de Sérgio Mendes, e encerrou o show com outro de seus principais hits, “Fuck You”.

Banana Caliente

No Palco da Banana, o clima esquentou com a apresentação do cantor Jaloo. Cantor, DJ e produtor musical brasileiro, Jaloo é natural de Castanhal (PA) e foi ao delírio em seu primeiro show em Manaus: por duas vezes jogou-se no meio do público levando a galera à loucura.

“Meu Deus do Céu, eu estou muito chocado com vocês, mas chocado de feliz, hein!”, afirmou durante o show. “É muito bom estar aqui, realmente é uma cidade hospitaleira, vejo o carinho e preocupação com a equipe e eu só tenho a agradecer”, declarou o artista.