Saúde em dia: Dores nas pernas, sinais de alerta

Quem fica muito tempo em pé ou sentado necessita pelo menos uma vez ao ano, visitar o medico vascular

Manaus – Um grande numero de pessoas tem se queixado de dores nos membros inferiores (pernas). Mesmo sendo uma dor genérica, é necessária uma investigação junto ao médico vascular, aconselha o cirurgião vascular Cleinaldo Costa.

Um público que necessita pelo menos uma vez ao ano, visitar o medico vascular é aquele que passa boa parte do tempo do dia em pé ou sentado, movimentando-se pouco e que eventualmente sente dores nas pernas no fim do dia, alerta Cleinaldo.

Outro sintoma para procurar o especialista é perceber que ao final do dia, as pernas apresentam inchaço, e ao tirar os sapatos, ter dificuldades de calçá-los novamente. Para o especialista, em alguns casos, é observada uma Insuficiência Venosa Crônica, que segundo o medico vascular, há tratamento quando observada no inicio da doença.

Neste caso, é necessária uma consulta com o cirurgião vascular para avaliar o grau de insuficiência venosa para o melhor tratamento. De acordo com o Cleinaldo na maior parte dos casos não é necessária a intervenção cirúrgica. Um das medidas mais comuns é a aplicação da Elasto Compressão que consiste no uso de meias de compressão, mas é necessária a prescrição médica, alerta o Cleinaldo.

Dois grupos de pessoas estão propensas a desenvolverem dores nas pernas, Diabéticos e Hipertensos, associados a obesidade e ao fumo, esse grupos são considerados delicados para os problemas das Insuficiências Venosas Crônicas, pois o Diabetes e a Hipertensão podem levar ao longo do tempo ao desgaste das artérias das pernas, podendo levar o paciente a obstrução grave das artérias com risco de amputação, destaca o especialista.

O descontrole do Diabetes, aumento da glicose no sangue, colabora com a perda da sensibilidade dos pés que com o passar do tempo, segundo o cirurgião vascular, passar despercebida pelo paciente, a insuficiência venosa. Por isso a necessidade dos diabéticos visitarem o médico vascular para examinar a pulsação dos pés, exame simples que pode ser feito pelo especialista. A sensibilidade da planta dos pés também é avaliada pelo vascular, que deve ser feita pelo menos uma vez ao ano, reforça o Cleinaldo.

Investir em calçados confortáveis também auxilia na saúde do pé diabético, aconselha o medico vascular. Dependendo do estado em que encontra a planta dos pés do paciente, são prescritas palmilhas especiais e calçados específicos, indicados pelo vascular e o ortesista, para evitar lesões como amputação de pés, pernas e até outras situações mais graves.

A máxima de uma boa alimentação, associada à prática de exercícios físicos e se possível evitar o estresse do mundo atual, são fatores determinantes para a prevenção de problemas vasculares, recomenda Cleinaldo Costa, que tem demonstrado uma preocupação com um numero alto de jovens apresentarem um nível de obesidade, que deve ser combatido com boas práticas alimentares e a maior diversidade de exercícios físicos, concluiu.

Anúncio