SEC publica edital que seleciona propostas artísticas para os meses de abril, maio e junho

Conteúdo deverá ser apresentado em formato digital. Inscrições serão abertas em três lotes, a partir desta terça-feira (31)

Manaus – O edital ‘Fica na Rede, Maninho’, que selecionará propostas para realização de atividades artísticas em formato digital, abre inscrições a partir desta terça-feira (31). Lançado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, o edital tem objetivo de estimular a difusão de produções artísticas e de ações de capacitação durante o momento de crise ocasionado pelo novo coronavírus.

(Foto: Divulgação)

“O edital é uma das ações da secretaria para o enfrentamento da crise na cadeia produtiva da cultura e economia criativa neste momento. Um apoio para os artistas que terão suas atividades divulgadas na internet, assim como uma forma criativa de integração com o público no período de isolamento social”, comenta o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz.

Serão selecionadas até 300 propostas, divididas em três lotes, nos meses de abril, maio e junho. As inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet, no Portal da Cultura (www.cultura.am.gov.br), com prazo para o primeiro lote até o dia 8 de abril. Podem participar pessoas jurídicas e físicas, maiores de 18 anos, e cada proponente poderá inscrever até três propostas, em todo o edital, sendo uma para cada lote. Os demais anexos necessários para realizar a inscrição também podem ser encontrados na aba “Editais” do site.

Datas 

O período de inscrições será diferente para cada lote, sendo o primeiro com prazo até 8 de abril e veiculação dos projetos selecionados a partir do dia 27 de abril; o segundo lote terá inscrições de 13 a 23 de abril, com veiculação a partir de 11 de maio; já o terceiro lote receberá inscrições de 24 de abril a 8 de maio, com veiculação dos selecionados a partir do dia 1º de junho.

O “Fica na Rede, Maninho” abrange vídeos nas áreas de Artes Cênicas, Música, Artes Visuais, Audiovisual, Literatura e uma categoria denominada “Outras”, para projetos que envolvam duas ou mais linguagens artísticas, ou, que não se encaixem em nenhuma das modalidades na concepção do proponente.

Projetos

Os vídeos deverão estar no Youtube ou em repositórios digitais (Dropbox e Google Drive), ter no máximo 60 minutos e estar no formato MP4 ou similares. O conteúdo deverá ser gravado na melhor definição possível, em formato horizontal, e o link do vídeo deverá estar no corpo da proposta apresentada. O vídeo poderá ser inédito ou já ter sido publicado e deverá conter na legenda a hashtag #FicaNaRedeManinho.

Podem ser inscritos espetáculos e experimentações criativas de circo, dança, teatro, entre outros ligados às Artes Cênicas; de apresentações musicais; processos criativos ligados às artes plásticas, e também de exposições, instalações, grafite, fotografia, desenhos, pintura, esculturas, objetos, videoarte e artes gráficas; vídeos de narração de histórias e lendas, leitura dramatizada, performances literárias, recitais poéticos, declamação de poemas de cordel; e produções de curtas-metragens de ficção e documentário, dentre outros.

Veiculação 

Os links dos projetos selecionados serão disponibilizados no Portal da Cultura e aplicativo após a publicação do resultado final de cada lote. Os vídeos também serão disponibilizados na TV Encontro das Águas em um programa com o nome do projeto, #FicaNaRedeManinho, de acordo com a grade de programação do canal.

Avaliação

A avaliação das propostas será feita em uma única fase a cada mês, realizada por uma comissão com dez membros, composta por representantes da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa; profissionais de reconhecida competência ou notório saber da sociedade civil do estado do Amazonas e colaboradores da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural, notadamente da área artística, escolhidos pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.

Os projetos serão avaliados pelos critérios: Mérito da proposta (artístico, técnico e conceitual); Aspectos de criatividade e de inovação; e Qualificação e experiência profissional do Proponente.