O lado obscuro da atriz Amy Adams

Baseada na obra de Gillian Flynn e estrelada pela protagonista de ‘Encantada’, ‘Objetos Cortantes’ estreia, neste sábado (7), na HBO. A série é uma das apostas do canal para a próxima temporada de prêmios

Manaus – Desde que sua obra ‘Garota Exemplar’ ganhou adaptação para os cinemas, em 2014, a autora Gillian Flynn virou sinônimo de sucesso. O longa, comandado com maestria por uma, até então, ‘desconhecida’ Rosamund Pike, tornou-se um fenômeno de crítica e bilheteria e instigou o público para a questão: qual livro de Flynn seria o próximo a ganhar vida, na telona? A resposta veio na forma de ‘Lugares Escuros’, em 2015. Infelizmente, a produção, estrelada por Charlize Theron, passou batida e, com o tempo, a autora foi perdendo a notoriedade adquirida com ‘Garota Exemplar’… Até amanhã, pelo menos.

Com ‘Objetos Cortantes’, Amy Adams deverá disputar os principais prêmios da próxima temporada com as protagonistas de ‘Big Little Lies’. (Foto: Divulgação)

No domingo (8), a partir das 21h03, o canal pago HBO exibe, simultaneamente com os Estados Unidos, a estreia da série ‘Objetos Cortantes’ – baseada na primeira obra de Flynn, lançada em 2006. Encabeçado por Amy Adams (‘Encantada’ e ‘A Chegada’), o seriado acompanhará, durante oito episódios, a jornalista Camille Preaker (Adams), que retorna a sua pacata cidade natal, a fictícia Wind Gap, para investigar o assassinato de uma adolescente e o desaparecimento de outra. Lá, no entanto, além da missão profissional, ela terá de lidar, também, com alguns demônios do passado, a partir do momento que se reencontra com a mãe (interpretada por Patricia Clarkson) e a meia-irmã (a novata Eliza Scanlen).

Com as primeiras impressões sobre ‘Objetos Cortantes’ sendo liberadas, na web, é seguro afirmar que o público pode esperar um novo vício, da mesma forma que aconteceu com a queridinha ‘Big Little Lies’, em 2017. Alguns especialistas estão definindo a produção como sendo o melhor trabalho da carreira de Adams e já apostam no nome da atriz para a próxima temporada de prêmios. Caso se confirme, uma disputa entre a eterna princesa Giselle e as protagonistas de ‘BLL’ – que, na sua segunda temporada, contará com o reforço de Meryl Streep – será, no mínimo, eletrizante.

Mais que um suspense

Apesar de acompanharmos a trama principal de ‘Objetos Cortantes’ pelos olhos de Camille, é exatamente o que acontece ‘por dentro’ da jornalista que serve como trunfo para a narrativa. Alcoólatra e com vício em cortar a própria pele (daí o título), a protagonista foge completamente dos estereótipos de heroína.

No livro de Gillian Flynn, somos conduzidos por uma Camille ora vulnerável e frágil – física e psicologicamente -, ora determinada, passando a impressão que, mais que o assassino à solta, em Wind Gap, os demônios internos da jornalista são os verdadeiros vilões da história.

‘Objetos Cortantes’ possui um final surpreendente (carregado por personagens femininas) e a autora comprova, mais uma vez, que não há atrativo maior para o público que uma família desfuncional – vide ‘Garota Exemplar’ e ‘Lugares Escuros’.

Anúncio
Anúncio