Conheça a capital brasileira que tem mais de 10 mil bares

Belo Horizonte recebeu da Unesco, em 2019, o título de ‘Cidade Criativa da Gastronomia’, que agraciou menos de 30 cidades no mundo

Manaus – A frase acima reflete com perfeição uma das paixões dos belo horizontinos. Mesmo estando a cerca de 400 quilômetros da praia mais próxima (Rio de Janeiro), os mineiros têm opções de sobra, quando o assunto é se divertir. Os bares da cidade já se tornaram atrações turísticas para os turistas.

Segundo dados do Ministério do Turismo, Belo Horizonte (BH) tem mais de 10 mil bares, o que representa um bar para cada 200 habitantes. Com esses números, não é tarefa difícil se aventurar na busca pelo bar perfeito na capital mineira. Tem os famosos copos sujos espalhados pelos bairros e na região central.

Bares são atração em Belo Horizonte (Foto: Divulgação)

Os tradicionais, nos bairros boêmios de Santa Tereza e Floresta, os bagunçados no Mercado Central, os ‘cult’ no Mercado Novo. Não é à toa que Belo Horizonte recebeu da Unesco, em 2019, o título de ‘Cidade Criativa da Gastronomia’, que agraciou menos de 30 cidades no mundo.

No bairro de Lourdes (região central) é possível encontrar lugares sofisticados, cheios de requinte e preços mais elevados. Nos arredores de BH, como o Distrito de Macacos (Nova Lima), a sensação é de estar num arraial no interior, apesar da distância de menos de vinte quilômetros da capital.

Turista pode conhecer outras cidades

Em todo canto há um bar, com suas características próprias, seja na gastronomia, seja nos frequentadores ou nas histórias que será possível ouvir. Mas uma coisa é certa e garantida: em todos os bares o turista vai sentir o que é a hospitalidade mineira, com a fala arrastada característica do belo horizontino, que já é considerado um sotaque próprio: o belorizontês.

Para conhecer outras cidades que ficam próximas de Belo Horizonte a dica optar pelo aluguel de carros em Belo Horizonte. As opções são várias. Pode por exemplo, conhecer as cidades históricas de Congonhas, Ouro Preto, Mariana e Itabirito.