Ufam divulga vagas para mestrado de Sociedade e Cultura

Poderão participar do processo candidatos que forem portadores de diplomas e títulos em cursos superiores de duração plena reconhecidos pelo MEC

Manaus – A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) divulgou, nesta segunda-feira (28), no DOU (Diário Oficial da União), o Edital nº 22/2020 com 25 vagas para o curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação Sociedade e Cultura na Amazônia, em Manaus.

São três linhas de pesquisa, com área de concentração em “processos socioculturais na Amazônia”, sendo eles: I – Sistemas Simbólicos e Manifestações Socioculturais; II – Redes, Processos e Formas de Conhecimentos; e III – Processos Sociais, Ambientais e Relações de Poder.
O exame de seleção será realizado em três etapas: I – Análise do projeto de pesquisa; II – Defesa do projeto de pesquisa; e III – Prova de títulos.

O ingresso ao Curso de Mestrado do PPGSCA será realizado mediante Exame de Seleção nos termos (Foto: Ufam/ Divulgação)

O período de inscrição será de 3 a 24 de novembro de 2020. As inscrições serão feitas através do formulário de inscrição obtido nos sites da PPGSCA e Propesp, preenchido e encaminhado, junto com os documentos exigidos no edital, à secretaria do PPGSCA através do e-mail: ppgsca.seleçã[email protected] O valor da taxa de inscrição é R$ 100.

Poderá ser concedida isenção do pagamento do valor da inscrição a candidato inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), de que trata o Decreto Federal nº 6.135, de 26 de junho de 2007, e for membro de família de baixa renda, nos termos do Decreto Federal nº 6.135, de 26 de junho de 2007.

Serão oferecidas para o curso de mestrado 20 vagas regulares e cinco vagas suplementares. As vagas suplementares visam atender a política de ação afirmativa para autodeclarados pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiências.

Vagas

Todas as vagas serão distribuídas de acordo com a ordem de classificação, conforme os seguintes procedimentos: serão primeiramente distribuídas as vagas regulares, considerando-se a classificação geral de todos os candidatos, sem distinção entre autodeclarados e não-autodeclarados; uma vez preenchidas as vagas regulares, exclusivamente os candidatos classificados autodeclarados pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência remanescentes passarão a concorrer às vagas suplementares; as vagas regulares que não forem preenchidas poderão ser convertidas em vagas suplementares, se houver candidatos remanescentes aprovados dentro da cota de atendimento das políticas de ações afirmativas.

As vagas suplementares não preenchidas serão extintas.

Anúncio
Anúncio