VÍDEO: cadelinha finge ter sido atropelada para ser adotada; veja

‘Florisbella’ chegou a mancar, mas depois de pouco tempo já estava andando normalmente

São Paulo – Uma cachorra que fingiu ter sido atropelada para conquistar a moça que a encontrou na rua viralizou na web nesta segunda-feira (1). A história foi contada pela maquiadora Darlene Freitas, que acabou adotando a ‘autriz’, em suas redes sociais.

Cachorra finge ter sido atropelada para ser adotada por moça que a encontrou na rua. (Foto: Reprodução / Instagram)

“E eu que nem sabia que cachorro sabia mentir? Esse cachorro aqui não é meu, mentiu que tinha sido atropelado e eu o trouxe para casa. Se eu não tivesse gravado, ninguém ia acreditar. Tudo começou quando eu saí para correr às 6h”, disse Darlene, filmando a cadela deitada de barriga para cima, chorando.

Em seguida, a cachorra passou a mancar, além de estar com a barriga inchada, o que comoveu ainda mais a maquiadora, que suspeitou que ela estivesse grávida. Darlene a levou para sua casa e deu um banho, toda cuidadosa.

Foi quando a maquiadora teve que sair para buscar uma encomenda e quando voltou encontrou a cachorra, a quem deu o nome de Florisbella, andando normalmente, como se nada tivesse acontecido. “Ela não está mancando, não está andando devagar. Então, você fingiu atropelamento quando eu estava na rua, foi isso, Florisbella? Gente, o cachorro está bem! Pronto, aquele fingimento todo caída no asfalto, sem andar… passou, né?”, comentou Darlene, chocada.

Mais tarde, a maquiadora contou que a cachorra está com nódulos no peito e cheia de ferimentos. Darlene suspeita que ela era usada como matriz (para parir filhotes para venda) e, por isso, tinha a barriga inchada e estava tão mal-tratada. Florisbella precisa de medicamentos e vai passar por três cirurgias. A sua nova tutora abriu uma vaquinha online para arrecadar dinheiro — a meta era R$ 5 mil, mas as doações já estão em R$ 6.142.

“Se sobrar qualquer custo, vamos transferir para o tratamento de outro animal. Eu faço ‘lar temporário’, faço parte de alguns projetos, sempre estou tentando ajudar. Não quero nem um real disso. Lembrado que não posso custear o tratamento da Flor porque estou passando por um momento difícil, não tenho dinheiro”, explicou Darlene.

Veja:

Anúncio