‘Baixinho’ e ‘Camilona’ são presos suspeitos de matar duas pessoas em beco de Manaus

Ao todo, nove indivíduos estão envolvidos no crime, sendo oito presos e um morto

Manaus – Edney Abreu dos Santos, vulgo “Baixinho”, 41, e Camila Caroline Vieira da Silva, vulgo “Camilona”, 21, foram presos na terça-feira (11) como os últimos envolvidos no duplo homicídio de Joel da Silva Florêncio e Lucas Bicharra Aquino, que tinham 26 e 23 anos, ocorrido no dia 10 de outubro de 2022, no beco Luz e Vida, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus.

blank

(Foto: Divulgação)

Ao todo, nove indivíduos estão envolvidos no crime, sendo oito presos pela DEHS e um que morreu em confronto com grupos criminosos rivais. O caso foi totalmente elucidado.

De acordo com o delegado Ricardo Cunha, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), “Baixinho”, que foi o mandante do crime, foi preso no bairro Colônia Terra Nova, zona norte; já “Camilona”, uma das participantes, no bairro Alvorada, zona centro-oeste.

A delegada Marília Campello, adjunta da DEHS, o “Baixinho” foi apontado por todos os outros presos como mandante e executor direto do crime e “Camilona” nega o envolvimento.

“Alguns desses suspeitos já estão presos então fica mais fácil colocar a culpa no que morreu. Mas mesmo assim nós temos várias testemunhas nesse crime. Não tem como colocar a culpa de tudo só numa pessoa. As testemunhas apontam que a Camila e o companheiro dela, identificado como “China”, são as pessoas que teriam fornecido algumas armas para essa execução”, explicou a delegada.

Ainda segundo a adjunta da DEHS, “Baixinho” é o chefe da organização criminosa na área onde ocorreu as execuções, todos os presos trabalham para ele e as vítimas também já tinham trabalhado para o acusado.

“O próprio Edney está decretado pela própria facção porque não teria seguido os critérios do crime para realizar aquela execução”, disse.

A DEHS tem o caso como elucidado e a motivação foi disputa por tráfico de drogas e posição na facção criminosa. Os presos ficarão à disposição da Justiça.

Relembre o crime

Joel da Silva Florêncio foi executado com vários tiros pelo corpo no dia 10 de outubro de 2022, no Beco Luz e Vida, bairro Dom Pedro, na zona oeste de Manaus. Lucas Bichara Aquino, vulgo “Nego”, 23, também foi atingido pelo tiros e morreu a caminho do hospital. As vítimas foram encurraladas por criminosos.

Ainda segundo informações, os dois homens estavam voltando pra casa quando acabaram sendo fechados por criminosos armados dos dois lados do beco.

Edmundo de Oliveira Pessoa Riker, Ian Oliveira Sales, Thiago de Oliveira dos Santos, Kevin Douglas Costa Tavares, conhecido como “China”, Edney Tavares conhecido como ‘Maestro’ foram presos suspeitos de envolvimento na execução.

Ainda segundo a adjunta da DEHS, um dos envolvidos na execução era Fabrício Daniel de Oliveira, 25, vulgo “Capel” que foi encontrado morto em cima do telhado de uma casa na Avenida Fernão Dias Paes Leme, também no bairro Dom Pedro, na zona centro-oeste.

É proibida a reprodução deste conteúdo, desde que citada a fonte: D24AM.COM

Anúncio