‘Beira’ foragido da Justiça pelo assassinato de atleta britânica é preso em Manaus

Condenado foi preso no momento em que acompanhava a filha em atendimento médico

Manaus – Arthur Gomes da Silva, conhecido como ‘Beira’, um dos acusados pelo assassinato da atleta britânica Emma Kelty, foi preso na madrugada desta quarta-feira (8) em Manaus. O crime ocorreu no município de Coari (a 363 quilômetros a oeste de Manaus), em 2017.

(Foto: Divulgação)

‘Beira’ foi preso no momento em que acompanhava a filha em atendimento médico no Instituto de Saúde da Criança do Amazonas (Icam). Ele estava foragido após ser condenado a mais de 32 anos de prisão pelo crime.

De acordo com a polícia, a equipe médica notou uma movimentação estranha de Arthur e acionou a equipe policial.

Durante a abordagem foi constatado que havia um mandando de prisão contra ele. Arthur foi direcionado ao 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Entenda o caso

Segundo a polícia, Emma Kelty desapareceu no dia 13 de setembro de 2017, quando foi abordada por criminosos entre 20h e 20h30, onde estava acampada na Comunidade Lauro Sodré, em Coari (a 363 quilômetros a oeste de Manaus).

De acordo com relato de um dos adolescentes apreendidos, Emma foi abordada por dois infratores. Em seguida, outros cinco indivíduos chegaram ao local, dentre eles o adolescente.

A mulher teve dinheiro e pertences roubados pelo grupo e depois foi atingida com disparos de uma espingarda calibre 20 e jogada pelos infratores no Rio Solimões. Sete pessoas participaram do crime, sendo dois adolescentes. Três ainda estão foragidos.

A Marinha informou que as buscas começaram após uma empresa ligar  para o 9º Distrito Naval, no dia 13 de setembro de 2017, informando que o localizador de emergência da britânica havia sido acionado. O Corpo de Bombeiros informou que a mulher veio remando de Quito e que, nas imediações de Codajás (a 240 quilômetros a oeste de Manaus), teve algum problema e acionado o equipamento de emergência.

No dia 14 de setembro de 2017, a Marinha informou que enviou uma aeronave do 3º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral para realizar o reconhecimento da área compreendida entre os municípios de Codajás e Coari e o início das buscas.

Já na tarde do dia 15 de setembro, alguns objetos de Emma Kelty, como roupas, sapatos e o caiaque foram encontrados na Comunidade Lauro Sodré.

No dia 17 de setembro, a Marinha do Brasil encaminhou os objetos ao 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde foi realizado o Auto de Exibição dos materiais. Na 78ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), que fica em Codajás, foi instaurado um Inquérito Policial (IP), de nº 44/2017, para investigar o caso.

Leia mais sobre o caso:

Queriam “matar para roubar”, diz delegado adjunto sobre morte de britânica

Caiaque de britânica desaparecida no AM é encontrado; buscas continuam

Britânica que praticava canoagem no Rio Solimões foi vítima de latrocínio, diz polícia

Antes de sumir, britânica disse no Twitter ter avistado homens armados no Rio Solimões

Britânica que praticava canoagem no Rio Solimões foi vítima de latrocínio, diz polícia

Amazonenses pedem desculpas à família da atleta britânica nas redes sociais

 

 

Anúncio