Delegado Rodrigo Torres assume direção do Denarc

Objetivo do novo gestor é fortalecer o combate ao narcotráfico em grande escala no Amazonas

Manaus – O delegado-geral da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), Bruno Fraga, assinou portaria n° 062/2023-GDG/PC, na sexta-feira (20), de nomeação do delegado de polícia Rodrigo Torres para a direção do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), em substituição à delegada Tamara Albano. O delegado ingressou na Polícia Civil em 2014, por meio de concurso público.

blank

Delegado Rodrigo Torres (Foto: Erlon Rodrigues/PC-AM)

Rodrigo Torres destacou que as atividades que já estavam sendo realizadas pelo Denarc terão continuidade.

“Daremos andamento aos trabalhos que já estavam sendo desempenhados. Nosso objetivo é fortalecer o combate ao narcotráfico em grande escala no Amazonas, a fim de desarticular organizações criminosas com prisões e grandes apreensões entorpecentes”, enfatizou o novo diretor do Denarc.

Honrado com o convite para assumir o cargo de diretor do Denarc, Rodrigo Torres agradeceu a cúpula da Polícia Civil do Estado pela confiança depositada. “Agradeço ao delegado-geral, Bruno Fraga, e ao delegado-geral adjunto, Guilherme Torres, pela oportunidade de comandar um departamento de extrema importância dentro da Polícia Civil”, afirmou.

Atuação

Bacharel em Direito pela Universidade Paulista (2006), advogou em diversas áreas, inclusive, no Sindicato das Escolas Particulares do Estado do Amazonas, posteriormente, de 2011 a 2013, foi coordenador jurídico na Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

Em 2013, ingressou na Academia de Polícia (Acadepol), e em 2014, assumiu sua primeira lotação como delegado adjunto na Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tefé (a 523 quilômetros de Manaus), tendo assumido a titularidade da unidade policial posteriormente.

Em janeiro de 2017, assumiu como delegado titular da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru (distante 68 quilômetros), onde ficou até o dia 19 de janeiro de 2023, após ser convidado a assumir a direção do Denarc.

Ao longo desses anos de trabalho, a autoridade policial deflagrou e coordenou operações de grande destaque no Estado, entre elas a Operação Liberdade, realizada em março de 2019 em Manacapuru, na qual 19 pessoas foram presas por posse de grande quantidade de drogas e dinheiro.

Em dezembro de 2019, foi deflagrada a 1ª fase da Operação Solimões sem Fronteiras, quando 25 pessoas foram presas por tráfico de drogas; e na 2ª fase, em setembro de 2020, outras 42 pessoas foram presas, também ligadas ao tráfico naquela localidade.

Anúncio