Falsa cirurgiã dentista é presa após aplicar mais de R$ 300 mil em golpes em Manaus

A suspeita mantinha relações afetivas com as vítimas e depois solicitava “empréstimos” praticando o “estelionato sentimental”

Manaus – Gabrielly Grijo dos Santos, 26, foi presa nesta terça-feira (28) suspeita de envolvimento em diversos estelionatos praticados em Manaus. Gabrielly se passava por cirurgiã dentista e teria se apropriado da quantia superior a R$300 mil com a prática do “estelionato sentimental”.

A suspeita foi presa em seu apartamento em uma das torres de um condomínio residencial na rua Alameda Albânia, bairro Ponta Negra, zona oeste da capital.

De acordo com o delegado Aldeney Goes, titular do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP),  também foi cumprido mandado de busca e apreensão que resultou na apreensão de documentos e vestimentas que a suspeita utilizava nos golpes.

Conforme apurado no curso da investigação, a suspeita criou uma personalidade fictícia onde ela se apresentava em redes sociais como cirurgiã dentista Gabrielly Grijo Michalesky, usando o CRO AM-CD-6155 (registro pertencente à outra profissional) e informava ter  especialização em odontologia hospitalar, intensivista e laser terapia, cursos estes feitos no Rio de Janeiro, além de dizer que trabalhava dando plantão em hospitais renomados da cidade.

Vestindo-se sempre bem e com acessórios caros, a suspeita apresentava referências de trabalhos feitos como cirurgiã dentista e frequentava lugares requintados. Ela ganhava a confiança de vítimas e mantinha relações afetivas sendo que, após algum tempo, ela solicitava “empréstimos” sequenciais para cobrir gastos com parentes dela e com outras situações inusitadas, sempre com a promessa de devolução de valores.

Agindo assim as vítimas entregavam valores diversos e, no momento em que a vítima começava a desconfiar, ela escolhia outra pessoa para praticar o mesmo golpe denominado como estelionato sentimental.

Disque-denúncia

“As pessoas que tiverem conhecimento sobre este crime ou sobre vítimas, devem entrar em contato com a unidade policial pelo número (92) 99361-6172, do 19º DIP, ou para o 181, disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM)”, ressaltou o delegado.

 

Anúncio