Feirante morre após ter casa invadida por assaltantes, no Educandos

Mulher travou luta corporal com um dos criminosos e foi atingida com um tiro e facadas. Dois suspeitos do latrocínio seguem foragidos

Manaus – A feirante Maria de Fátima Barreto da Silva, 37, foi morta, vítima de latrocínio, na madrugada deste domingo (18), após três homens invadirem a casa onde ela morava, na esquina das ruas São Francisco e Coronel Gonzaga, no bairro Educandos, zona sul de Manaus. Um homem foi preso suspeito de participar do crime.

O marido da vítima, Francisco Ares de Oliveira, 58, contou à reportagem do Portal D24AM que ele estava saindo de casa, para levar seus cachorros para passear, quando abriu o portão e se deparou com o trio.

Casal foi vítima da ação de assaltantes (Foto: Sandro Pereira)

“Eles foram logo mostrando a arma e entrando, eles queriam dinheiro. Um deles me amarrou e depois me soltou porque eu disse que ia pegar o dinheiro para ele, mas eu reagi de novo porque eu não vou dar dinheiro para bandido, ele me mata e eu não dou. Eu conheço todos eles”, disse.

De acordo com um vizinho das vítimas, Márcio da Silva, 28, os suspeitos são conhecidos na área. “Eu ouvi um barulho, escutei os tiros e a dona Fátima gritando pedindo socorro. Quando eu vim ver os homens já estavam fugindo, mas eles moram aqui perto”, relatou.

A delegada Ana Cristina Braga, plantonista do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), disse que o trio queria um dinheiro que a vítima tinha guardado na casa. “No momento em que eles entraram houve luta corporal. Francisco foi levado até o quarto para pegar o dinheiro, onde novamente reagiu, desferindo uma facada nas costas de um dos suspeitos. No momento, a sua esposa travou luta corporal com outros suspeito na varanda da casa, mas sofreu golpes de faca e um tiro na cabeça”, explica.

A delegada conta, ainda, que um dos suspeitos, José Diego Vieira dos Santos, 29, foi preso em flagrante e se encontra no 1º DIP. “Os três autores fugiram do local, mas a Polícia Militar conseguiu localizar um deles, que foi até o Hospital 28 de Agosto para obter atendimento médico, já que a vítima o feriu na hora que travou luta corporal com ele. Na delegacia, o suspeito nega e diz que ele estava no hospital pois havia se envolvido em uma briga, porém a vítima reconhece o suspeito como um dos autores do latrocínio”, comentou.

José Diego Vieira dos Santos, 29, tem uma passagem pela policial por tráfico de drogas. Ele nega que tenha participado do latrocínio. “Ele está confuso, ele sabe quem é, mas não foi eu não”, disse. O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

blank

Suspeito do crime foi preso após buscar atendimento hospitalar (Foto: Sofia Lorrane/Divulgação)

Anúncio