Homem que fazia uso de documento falsos para aplicar golpes é preso em Manaus

O infrator se apresentava como policial civil e parente de desembargador e deputado estadual para ludibriar as vítimas

Manaus – Alan da Costa Lima, 42, foi preso em flagrante nesta sexta-feira (20) após utilizar documentos falsos para aplicar golpes. A prisão ocorreu em um condomínio situado no bairro Tarumã, zona oeste de Manaus.

(Foto: Erlon Rodrigues/PC-AM)

De acordo com o delegado Rodrigo Barreto, titular da unidade policial, para cometer a prática criminosa, o autor se apresentava como policial civil e, também, como irmão e primo de desembargador e deputado federal, respectivamente.

“Iniciamos as investigações há aproximadamente dois meses quando tomamos conhecimento de que ele ludibriava as vítimas, por meio de aplicativos de mensagens de texto, dizendo que resolveria questões burocráticas para elas em órgãos públicos, contanto que elas o pagassem por isso. As vítimas se davam conta que se tratava de um golpe quando não conseguiam resolver as pendências”, explicou.

Conforme o titular, na data de hoje, as equipes policiais foram à residência de Alan e, ao chegar no imóvel, ele se apresentou como um policial civil.

“Na casa encontramos uma carteira de policial e uma identidade falsa com uma foto dele. Entretanto, como já sabíamos qual seria a verdadeira identidade dele, demos voz de prisão em flagrante. Além disso, apreendemos um veículo no nome de uma terceira pessoa, que ele afirma ser de sua propriedade, mas não consegue comprovar”, disse.

O delegado disse, ainda, que o homem é investigado por extorsão, porte ilegal de arma de fogo e apropriação indébita por causa dos veículos que alugava e não devolvia.

Anúncio