Idoso de 70 anos é morto com paulada na cabeça na garagem de casa em Manaus

Segundo a polícia, morte ocorreu por volta das 6h e supostamente, a vítima, teria a casa assaltada

Manaus – O idoso José Bartolomeu Castro da Silva, 70, foi encontrado morto na entrada da garagem da sua casa, na Rua Anne Frank, comunidade Coliseu 3, bairro João Paulo 2, zona leste de Manaus. De acordo com os policiais militares da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), eles foram acionados por volta de 7h, para um suposto homicídio.

Idoso é encontrado morto com ferimentos na cabeça. (Foto: Natasha Pinto / GDC))

Ao chegarem no local, os policiais encontraram o filho de José Bartolomeu, identificado como Julio Barbosa da Silva, 37, que informou que encontrou o corpo do pai, com a cabeça ensanguentada e somente de cueca na frente da garagem. Familiares da vítima disseram que o pai morava há três anos no local e nunca teve problemas com a vizinhança, que inclusive, gostavam muito de José Bartolomeu, que ajudava a comunidade fazendo bicos de manutenção e frete.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o Departamento de Polícia Técnico-Científico (DPTC) e o Instituto Médico Legal (IML) estiveram no local. Segundo o delegado plantonista Fábio Silva, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), a morte ocorreu por volta das 6h e supostamente, a vítima, teria a casa assaltada.

“O senhor foi morto com duas pauladas na cabeça. Ele trabalha com sucata, não tem envolvimento com nada aqui. Achamos que alguma pessoa tentou entrar na casa dele pra tentar assaltar. Se deparou com ele, tomou um susto com o cachorro também, e acabou o ocorrendo uma briga, onde a vítima levou duas pauladas na cabeça” disse.

blank

Local onde aconteceu o crime. (Foto: Natasha Pinto / GDC)

O delegado também informou que nenhum pertence pessoal da vítima foi levado, pois o autor do crime, pode ter se assustado com a situação.

“A pessoa provavelmente se assustou e fugiu, porque dentro da casa tem relógios e bens. Não foi levado exatamente nada. Algumas denúncias estão chegando de pessoas que estavam circulando no horário mais ou menos do crime”, concluiu.

O corpo de José Bartolomeu foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML) e o caso continua sendo investigado pela Especializada em Homicídios e Sequestros.

Anúncio