Marcola, Colorido e mais quatro: veja chefes que facção pretendia resgatar de presídios federais

Polícia Federal (PF) prendeu 11 suspeitos de integrarem a facção criminosa com plano de resgatar chefes

São Paulo – Uma das maiores facções criminosas, atuando a partir de São Paulo, pretendia resgatar seis de suas lideranças de presídios federais, segundo investigação da Polícia Federal (PF) que culminou em operação na quarta-feira (10) com a prisão de 11 suspeitos de integrar a organização criminosa.

PF prendeu na quarta-feira 11 suspeitos de integrarem a facção criminosa com plano de resgatar chefes  (Foto: Reprodução / Record TV)

blank

O plano ambicioso e que envolvia até o sequestro de autoridades previa o resgate de Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola (Foto: Reprodução / Record TV)

blank

O grupo queria também libertar o número 2 na hierarquia da facção, Valdeci Alves dos Santos, conhecido como Colorido (Foto: Divulgação)

blank

Outro nome relevante na alta hierarquia da facção é o de Reinaldo Teixeira dos Santos, o Funchal (Foto: Divulgação)

blank

Cláudio Barbará da Silva, conhecido como Barbará, é outro criminoso que o grupo pretendia libertar (Foto: Divulgação)

Anúncio