Ministro manda soltar casal envolvido na morte de sargento

Liminar foi publicada na noite desta sexta-feira (18)

Manaus – Os réus Joabson Agostinho Gomes e sua Esposa Jordana Azevedo Freire podem ser soltos, após decisão publicada na noite desta sexta-feira (18).

O ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Reynaldo Soares da Fonseca, concedeu liminar em caráter temporário para o casal, acusado de participar do homicídio do sargento Lucas Ramon.

O ministro acatou o argumento dos advogados de defesa, que alegara, que a decisão de decretar novamente a prisão do casal, foi contra decisão de Habeas Corpus tomada anteriormente pelo STJ.

A informação consta no site do STJ:

“Expedição de ofício nº 012075/2022-CPPE ao (à) juiz(a) da Central de Inquéritos da comarca de Manaus – Am comunicando concessão de liminar e solicitando informações (por e-mail, tendo em vista a indisponibilidade do malote digital, para: [email protected])”, diz trecho da decisão.

Veja a decisão:

Anúncio