Mulher que mandou executar casal no Estado do Pará é presa no AM

Os três pistoleiros contratados pela mulher, também foram presos no Estado de Goiás

Manaus – Vanessa Cristina da Silva, de idade não revelada foi presa nesta quinta-feira (2), suspeita de mandar executar um casal identificado como Brasilino Melo e Gracilene Galvão Moreira, no dia 19 de abril de 2022, no município de Redenção, Estado do Pará. A prisão de Vanessa ocorreu no município de Parintins (a 369 quilômetros a leste de Manaus).

(Foto: Erlon Rodrigues – PC/AM)

De acordo com o delegado Adilson Cunha, titular Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Parintins, Vanessa era ex-companheira de Brasilino e contratou três pistoleiros para executá-lo. Na ocasião do crime, o homem estava em seu carro, ao lado da atual companheira, Gracilene, quando os dois foram executados a tiros.

“As diligências para localizar a infratora estavam sendo realizadas por policiais do Pará desde o ocorrido, e, durante as investigações, foi descoberto que ela estava se escondendo aqui em Parintins. Sendo assim, eles solicitaram nosso apoio e conseguimos efetuar a prisão dela”, contou Adilson.

Conforme a autoridade policial, também na quinta-feira (02), Ana Cláudia da Silva, Dhiego Francisco da Silva Ramos e Lucas da Silva Ramos, os três pistoleiros contratados pela mulher, foram presos no Estado de Goiás pela PC-GO.

A prisão ocorreu de forma simultânea através de uma ação integrada entre a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Parintins com a Polícia Civil do Pará (PC-PA) e Polícia Civil de Goiás (PC-GO), na ‘Operação Ignávia’.

Vanessa passará por audiência de custódia, e após isso será recambiada para o estado do Pará, mais precisamente para Redenção, onde ocorreu o crime.

Anúncio