PC investiga furtos de lâmpadas de LED nas principais avenidas de Manaus

Mais de 30 lâmpadas foram recuperadas, nesta quarta-feira, em diferentes pontos da capital. Prejuízo ao cofre municipal pode chegar a R$ 127 mil

Manaus – A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) investiga o furto de lâmpadas de Light Emitting Diode (LED), em Manaus. Nesta quarta-feira (31), policiais civis da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd) recuperaram 35 dessas lâmpadas, furtadas em cinco locais diferentes da capital. A avaliação da polícia é que os furtos representaram um prejuízo de, pelo menos, R$ 127 mil ao cofre municipal.

A maioria dessas lâmpadas de LED foram furtadas de avenidas movimentadas da cidade, como a Avenida Brasil, na zona oeste. Ninguém havia sido preso pelo crime até o momento da publicação desta matéria.

Mais de 30 lâmpadas foram recuperadas, nesta quarta-feira, em diferentes pontos da capital (Foto: Raquel Miranda)

De acordo com o delegado Adriano Félix, titular da Derfd, as lâmpadas foram encontradas em galpões localizados nos bairros Flores e Parque Dez, na zona centro-sul; Novo Israel e Cidade de Deus, na zona norte; além de um sítio localizado no quilômetro 4, da BR-174 (Manaus-Boa Vista), onde foram encontradas 23 das lâmpadas de LED. “Uma verdadeira cidade iluminada”, disse Félix. Foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, nesta quarta-feira, que resultaram nas apreensões das lâmpadas.

As investigações policiais apontaram que as lâmpadas, encontradas nesta quarta-feira, foram furtadas de avenidas movimentadas da capital, como Avenida Governador José Lindoso (conhecida popularmente como Avenida das Torres), Rodovia Deputado Vidal de Mendonça (conhecida popularmente como Avenida Torquato Tapajós), Avenida do Turismo, localizadas nas zonas norte e oeste, além de vias do bairro Colônia Antônio Aleixo, na zona leste. A maioria das lâmpadas, segundo o delegado, foram furtadas da Avenida Brasil, na zona oeste.

Os furtos estão sendo investigados pela polícia desde outubro do ano passado. Cada uma das placas, com as lâmpadas de LED, está avaliada em R$ 3,6 mil. Félix afirmou que ainda não foram encontrados os proprietários dos galpões onde estavam os objetos. “São lâmpadas que não podem ser vendidas para pessoas físicas, mas pelo contrato com a Prefeitura de Manaus. (E representam) pontos que estão ficando sem iluminação pública”, disse o delegado.

Cinco pessoas foram ouvidas na delegacia e as investigações seguem para identificar quem são os compradores dos equipamentos furtados que devem responder por receptação. Nesta quinta-feira (1º), segundo Adriano, um dos suspeitos será interrogado pela equipe da Derd.

De acordo com o delegado, a Prefeitura identificou o furto após funcionários municipais perceberem que avenidas, onde foram instaladas as lâmpadas, estavam escuras.

Para o delegado da Derfd, há uma organização criminosa envolvida nos furtos já que é necessário alguém para subir nos postes e retirar as lâmpadas de LED, outra pessoa para dirigir o caminhão munck, (caminhão que dispõe de guindastes para movimentação de cargas), além de existir os receptadores.

“São necessárias ferramentas especiais para retirar as luminárias dos postes e tem que conhecer desse ramo. A gente não descarta a possibilidade de participação de funcionários ou ex-funcionários envolvidos”, disse o delegado, referindo-se a prestadores de serviço da Manaus Luz, responsável pela iluminação pública da capital.

***Matéria atualizada às 19h15.

Anúncio