PF investiga retenção de cartões do Auxílio Brasil no AM

O caso foi denunciado no município de Guajará, no interior do Amazonas

Manaus – Após denúncias de que comerciantes do município de Guajará (a 1.476 quilômetros a sudoeste de Manaus) estariam retendo cartões do Auxílio Brasil, a Polícia Federal deflagrou a operação ‘Katecho’, com o cumprimento de nove mandados de busca e apreensão no município.

Segundo as denúncias, os comerciantes estariam retendo o benefício assistencial ou previdenciário dos moradores da cidade e de indígenas em troca de empréstimos e mercadorias.

Além disso, esses comerciantes estariam cobrando juros extorsivos, de mais de 30% ao mês, e estariam realizando ameaças por meio de policiais militares e traficantes faccionados com a finalidade de manter a posse desses cartões e inibir possíveis denúncias à polícia. Diligências policiais preliminares foram feitas e confirmaram os relatos recebidos.

A investigação segue em andamento e o material arrecadado será analisado para embasar possíveis indiciamentos.

Os alvos são investigados por apropriação indébita, estelionato e extorsão, previstos nos artigos 168, 171 e 158 do Código Penal, além do delito de usura, tipificado no artigo 4º da Lei 1.521/1951 (crimes contra a economia popular).

Anúncio