PF investiga suspeito de integrar organização interestadual de tráfico de drogas

Operação ocorre após a apreensão de 195kgs de entorpecentes em uma balsa de combustível no Rio Japurá, no Amazonas

Manaus – A Polícia Federal (PF) no Amazonas deflagrou, nesta quarta-feira (21), a Operação Combustível Proibido, onde são investigados fatos relacionados a possíveis práticas de crimes, como pertencimento a organização criminosa e tráfico de drogas.

A Justiça Estadual no Amazonas deferiu representação da Polícia Federal e expediu 2 (dois) mandados de busca e apreensão e 1 (um) de prisão preventiva, os quais são cumpridos nessa etapa da investigação criminal na cidade de Manaus.

Os 2 (dois) mandados de busca e apreensão foram cumpridos na manhã de hoje, na residência e na empresa do investigado. Foram localizados nos locais de busca os seguintes materiais: 4 (quatro) armas de fogo – sendo 2 (duas) espingardas e 2 (duas) pistolas calibre 380, 1 (uma) uma máquina contadora de cédula/dinheiro, diversas munições e outros itens de interesse para a investigação.

A investigação tem como escopo duas apreensões de entorpecentes ligadas ao suspeito preso nesta data, uma no estado do Mato Grosso e outra no estado do Amazonas. Naquele estado foi presa em flagrante uma pessoa em um veículo onde constavam 40kgs de entorpecentes do tipo skunk e a partir de análise do material apreendido chegou-se a mais esse envolvido. A segunda investigação ocorreu após a apreensão de 195kgs de entorpecentes em uma balsa de combustível no Rio Japurá, onde também se apurou o envolvimento deste mesmo investigado.

O investigado poderá responder, na medida de sua responsabilidade, pelos crimes supramencionados, cujas penas somadas podem ultrapassar os 20 anos de prisão. A operação leva o nome de Combustível Proibido por ter sido utilizada uma balsa de combustíveis para esconder o entorpecente que descia o Rio Japurá em direção à capital amazonense.

Veja vídeo:

Anúncio