Polícia alerta população sobre golpe do boleto falso nos pagamentos pela internet

Quando os criminosos falsificam o boleto, as pessoas acreditam que estão com os pagamentos em dia, entretanto, estão sendo vítimas do crime

Manaus – Com as facilidades do mundo virtual, as pessoas passaram a efetuar pagamentos de boletos de forma online, diretamente no computador ou celular, sem precisar enfrentar filas em agências bancárias. Porém, cada vez mais criminosos passaram a aplicar golpes nessa modalidade. A Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), faz um alerta para que a população esteja atenta a essa prática criminosa.

(Foto: Divulgação / Istock)

O delegado Reinaldo Figueira, titular da DERCC, explica que o golpe do boleto falso, ou bolware, tem acontecido de maneira recorrente nos últimos tempos. Segundo Figueira, o delito é antigo, porém agora também ocorre no meio virtual, no momento em que o golpista consegue invadir o e-mail da vítima e identifica que ela efetua pagamentos pela internet.

“O e-mail é uma plataforma muito frágil, e por essa razão, os criminosos se aproveitam para invadir essa conta, e enviar uma mensagem falsa dizendo que aquela suposta instituição, para a qual a vítima deve uma parcela de qualquer serviço, está com problemas na hora do pagamento. Sendo assim, eles enviam um link e um boleto falsificado para essa pessoa”, explica o delegado.

O titular da DERCC relata que, quando os criminosos falsificam o boleto, as pessoas acabam acreditando que estão com os pagamentos em dia, entretanto, estão sendo vítimas dessa ação criminosa, e só percebem meses depois, quando passam a ser notificadas pelas empresas.

“Não existe um perfil exato entre as pessoas vitimadas. No entanto, os infratores verificam sempre quem efetua esses pagamentos de forma on-line e possui os dados cadastrados para receber esses boletos via e-mail. Até mesmo quem coloca em débito automático, eles utilizam um artifício que informa que aquela parcela não foi debitada, por isso quem faz o uso desse mecanismo para realizar a ação bancária acaba ficando mais vulnerável ao golpe”, esclareceu Reinaldo Figueira.

Orientação

Desta maneira, para não cair nessas ações criminosas, o delegado orienta que as pessoas sempre desconfiem ao receber estes e-mails, ou seja, mesmo que aquele suposto documento esteja parecido com o que a empresa geralmente manda, é necessário checar a veracidade, entrando no site da instituição, ou pelo aplicativo, para retirar esses boletos em uma parte específica.

Registro de Ocorrência

O delegado informou que esses casos podem ser registrados na DERCC, localizada nas dependências da Delegacia Geral (DG), na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste da capital.

É possível ainda registrar o BO pelo site da Delegacia Virtual (Devir), pelo endereço eletrônico, e anexar provas como prints, boletos falsos e outros documentos.

Anúncio