Polícia prende pai e filho foragidos da Justiça por homicídio ocorrido em 2013

Um terceiro envolvido no homicídio de Dionísio Magalhães de Souza já havia sido preso anteriormente

Manaus – Os mandados de prisão preventiva por homicídio qualificado em nome dos foragidos Diney Martins da Silva, 25, e Jorge Martins da Silva, 40, conhecido como ‘Pastor’, foram cumpridos na tarde desta terça-feira (21), por volta das 14h. A dupla, formada por pai e filho, foi presa no bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus. O crime aconteceu no ano de 2013 e teve como vítima Dionísio Magalhães de Souza, que tinha 24 anos. A ação reuniu policiais civis da 2ª Seccional Norte, em conjunto com as equipes de investigação dos Distritos Integrados de Polícia (DIP), 13° e 18º.

Pai e filho foram presos no bairro Cidade de Deus, zona norte (Foto: Alailson Santos/PC-AM/Divulgação)

Os coordenadores da ação policial foram o delegado Ricardo Cunha, titular do 18º DIP e titular interino da 2ª Seccional Norte, e a delegada Giovanni Fernandes, titular do 13° DIP. Conforme Cunha, durante diligências as equipes de investigação descobriram que os foragidos estariam se escondendo em uma casa situada na Rua Menino Jesus, do bairro e zona mencionados. Diante da informação, eles iniciaram os procedimentos em torno da captura dos homens.

“De posse das informações sobre o paradeiro da dupla, nossa equipe montou campana nas proximidades da casa onde a mesma estava morando. Na ocasião, Jorge foi abordado quando saía da residência e, em seguida, entramos no imóvel e prendemos Diney. As ordens judiciais em nome dos infratores foram expedidas no dia 8 de novembro de 2016, pelo juiz Mauro Moares Antony, do Juízo de Direito da 3ª Vara do Tribunal do Júri”, disse o titular do 18° DIP.

O crime

Segundo Ricardo Cunha, o crime aconteceu no dia 4 de maio de 2013, na comunidade Monte Sião, bairro Jorge Teixeira, zona leste da capital. Na ocasião, Diney, Jorge e Ronildo Nunes da Silva (que já foi preso anteriormente), durante discussão envolvendo bebida alcoólica, golpearam a vítima com pauladas e pedradas, ocasionando o desmaio da mesma. O trio desferiu sete golpes de faca em Dionísio, que veio a óbito no local.

Procedimentos

A dupla foi indiciada por homicídio qualificado. Ao término dos trâmites cabíveis no 13º DIP, eles foram levados para a audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul da cidade, onde irão ficar à disposição da Justiça.

Anúncio