Policial Civil é preso em operação contra fraudes ao INSS no AM

Policial estava com farta documentação que comprovariam os crimes, além de mais de R$ 300 mil em espécie

Manaus – A Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira (13), a ‘Operação Fragmentados’ com o intuito de  desarticular uma associação criminosa que atua obtendo fraude de Benefícios de Prestação Continuada ao idoso. Cinco mandados de busca e apreensão (nas residências dos investigados), bem como a outros cinco mandados de prisão temporária foram cumpridos. Os prejuízos à União foram calculados no montante aproximado de R$ 5 milhões.

Realizando buscas nas residências dos investigados, a polícia apura crimes como Estelionato Previdenciário e Falsificação de Documento público, bem como, uso de documento falso, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Durante as investigações, foram apurados, pelo menos, 52 benefícios com indícios de fraude. Os prejuízos à União foram calculados no montante em torno de R$ 4.889.643,28 (Quatro milhões, oitocentos e oitenta e nove mil seiscentos e quarenta e três reais e vinte e oito centavos).

Durante as buscas foi encontrado vasto material probatório que comprovam as hipóteses criminais, bem como, flagrante de contrabando, sequestro de veículos e arrecadados em torno de R$ 306.000,00 (trezentos e seis mil reais) em espécie.

Em nota a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) informou que o alvo da operação deflagrada pela PC, não faz parte do quadro de servidores da instituição.

A operação mobilizou 28 Policiais Federais que atuam juntamente com a Coordenação de Inteligência da Previdência Social – COINP, vinculada à Secretaria Executiva do Ministério da Previdência Social (MPS).

***Matéria atualizada às 12h15 para acrescentar a nota Polícia Civil (PC)

Anúncio