Preso mais um integrante de grupo que aplicava golpes em professores do AM

Os membros do grupo criminoso iam às agências bancárias para realizar empréstimos no nome das vítimas

Manaus –  Luan Maia Macedo, 28, que faz parte de uma organização criminosa responsável por aplicar golpes em professores da rede pública de ensino do Amazonas, foi preso, na sexta-feira (24), em Manaus.

(Foto: Divulgação / PC-AM)

Segundo o delegado Cícero Túlio, titular do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), a prisão é um desdobramento da Operação Embat, deflagrada no dia 17 de maio deste ano, que resultou na prisão de vários integrantes do mesmo grupo criminoso.

“O grupo atuava há pouco mais de um ano cometendo crimes contra os servidores. Ele se dividia em diversos núcleos operacionais, sendo um deles responsáveis pelos furtos das identidades deixadas em setores de achados e perdidos de instituições públicas e privadas, e em seguida falsificavam os documentos. Após isso, outros membros iam às agências bancárias para realizar os empréstimos”, disse Cícero Túlio.

De acordo com a autoridade policial, também existia um núcleo onde o grupo criminoso atuava junto a uma empresa de tecnologia em relação a dados de servidores públicos, a fim de coletar os dados pessoais deles, o que facilitava nas realizações dos empréstimos.

blank

Rafael Bruno Lima de Souza continua sendo procurado (Foto: Divulgação / PC-AM)

“A ação teve como intuito prender sete alvos o que resultou na prisão de seis indivíduos até o momento. Um dos alvos, considerado o líder do grupo, está foragido, trata-se de Rafael Bruno Lima de Souza, conhecido como ‘Rafa do PCC’, investigado também por realização de documentos vinculados ao tráfico de drogas, com a finalidade de traficantes saírem do Estado”, explicou.

Luan Maia Macedo foi encaminhado para audiência de custódia, onde ficou à disposição da Justiça.

Anúncio