Quarto preso por morte de sargento agiu como motorista de fuga

John Lenon Silva Costa foi preso nesta sexta-feira. Polícia procura o quinto envolvido no crime

Manaus – John Lenon Silva Costa, 21, foi preso na tarde desta sexta-feira (27), por participação no homicídio do sargento da reserva da Polícia Militar, Evandro da Silva Ramos. O suspeito foi preso na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), zona leste.

(Foto: Reprodução)

De acordo com a delegada adjunta da DEHS, Débora Barreiros, John Lenon participou de uma reunião de logística um dia antes do crime, com Thayssa Ramos, 19, neta da vítima, o namorado de Thayssa, Alexandre Borges de Oliveira,20 e Vicente Henrique Marculino Pimentel, vulgo “Lágrima”, 21.

“No dia do crime o John Lenon foi responsável por dirigir e levar as pessoas que praticaram esse crime até a casa do sargento e depois deu a fuga para eles. Ele disse para a gente que não sabia que eles teriam matado o sargento durante essa empreitada criminosa”, explicou a delegada.

O suspeito afirmou à polícia que recebeu o valor de R$ 1,500 pelo serviço e após a ação criminosa fugiu do do local e só tomou conhecimento da morte do sargento pela imprensa dois dias depois do crime. John Lenon é a quarta pessoa presa envolvida no crime. A Neta também foi presa por envolvimento na morte do avô.

Thayssa Ramos e seu namorado, Alexandre Borges foram presos no dia 25 de janeiro deste ano. A neta é suspeita de encomendar a morte do avô para roubar R$ 30 mil. Ela já havia roubado outro membro da família.

Outro suspeito de envolvimento no crime, Vicente Henrique Marculino Pimentel, vulgo “Lágrima”, 21, foi preso na manhã do dia 31 de janeiro. Ele foi preso dentro de uma embarcação, em Maués.

Procurado

O último suspeito está sendo procurado pela polícia. Segundo a PC, Claudio Ferreira, vulgo Festa, foi quem atirou contra o PM.

blank

Claudio Ferreira, vulgo Festa

Quem tiver qualquer tipo de indo pode denunciar pelos números: 181 ou 190.

O crime

O policial militar Evandro da Silva Ramos, foi assassinado no dia 22 de janeiro, na Rua Tucanos, bairro Ouro verde, zona leste de Manaus. A vítima foi baleada por volta das 16h e socorrido, mas morreu no Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, na zona leste da capital.

Anúncio