Segundo suspeito do crime que resultou na morte de menina de 6 anos é preso em SP

O primeiro acusado, um comerciante chamado Gustavo, de 25 anos, foi preso na segunda-feira (1°)

São Paulo – A Polícia Civil prendeu o segundo suspeito de ter participado do crime que terminou com a morte da pequena Helena, de 6 anos. A prisão ocorreu na manhã desta terça-feira (2), em Carapicuíba, na Grande São Paulo.

(Foto: Montagem R7)

A criança e o pai, Evandro Mingorance, estavam voltando de um restaurante quando foram surpreendidos por suspeitos que atiraram várias vezes contra o carro em que eles estavam. O primeiro acusado, um comerciante chamado Gustavo, de 25 anos, foi preso na segunda-feira (1°).

De acordo com as investigações, Evandro emprestou R$ 66 mil a Gustavo e estava cobrando a devolução do valor — que já teria chegado a R$ 85 mil, com a incidência de juros. No dia do crime, o pai de Helena cobrou o pagamento por mensagem, em duas oportunidades. O comerciante, então, teria premeditado o assassinato dele para não ter que pagar.

Há a hipótese de que os suspeitos soubessem que a menina estava no carro com o pai, pois eles estavam seguindo os dois desde a saída para o jantar. A polícia não descarta ainda a possibilidade de que Gustavo estivesse dirigindo o veículo de onde o atirador, preso na manhã desta terça, desceu para atirar no carro onde estavam Evandro e Helena.

O homem foi encontrado pelos agentes em casa, mas nega que tenha participado da tentativa de execução do pai de Helena.

Anúncio