Técnico de vôlei do AM dormia com dois adolescentes no momento da prisão

A justiça decretou a prisão temporária do técnico por 30 dias

Manaus – O técnico da Seleção Amazonense de Vôlei da categoria Sub-16, identificado como Walheberson Brandão Barbosa, 40, que foi preso na manhã desta terça-feira (14), exigia sexo de adolescentes em troca de vaga no time. No momento da prisão, Walherberson estava com seis adolescentes na casa, e dormia com dois menores na mesma cama. A prisão ocorreu no endereço do técnico no bairro na Vila da Prata, na zona oeste da capital.

(Foto: Reprodução)

De acordo com as investigações que duraram cerca de um mês, o técnico da seleção amazonense é suspeito de abusar sexualmente dos jogadores com idades de 15 e 16 anos. Cinco vitimas prestaram depoimento e afirmaram que, em troca de vaga no time, precisavam fazer sexo com ele.

blank

(Foto: Reprodução)

Conforme as investigações da Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca), o homem ainda filmava os estupros. Seis adolescentes moravam com ele, dois menores de 15 anos dormiam com o técnico na mesma cama.

Veja mais:  Doze vítimas acusam técnico de vôlei do AM por abusos; Federação se pronuncia

blank

(Foto: Divulgação PC-AM)

A justiça decretou a prisão temporária do técnico por 30 dias. Ele e os adolescentes foram conduzidos a Depca.

Anúncio