Trio é preso com mais de 30 notebooks roubados que iriam para site de vendas

As investigações continuam para localizar os criminosos que roubam os aparelhos e oferecem para os receptadores

Manaus – Anderson da Silva Mouzinho, 45, Franciso Mendes Machado, 43 e Werlegn Simões da Silveira, 37, foram presos com mais de 30 notebooks roubados, que eram vendidos em sites de compras e vendas. Os homens foram presos nas zonas centro-oeste e sul de Manaus, durante ação declarada pelo 17º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

(Foto: Nainy Castelo Branco / GDC)

Segundo o delegado da unidade, Gesson Aguiar, Francisco e Anderson compravam os aparelhos eletrônicos de Werlegn. “Nós tivemos aqui nessa área muitos roubos e furtos em residências, o que deu início a gente fazer a apreensão de todos esses bens foi uma vítima que teve sua casa limpada, levaram celulares, tudo que ela tinha de eletrônico. Ela veio, fez o registro da ocorrência deu as características de um dos notebooks que ela tinha”, explicou o delegado.

Com essa informação, a polícia passou a monitorar se o aparelho iria aparecer em um algum site na internet. Quando o notebook foi identificado, a polícia deflagrou a ação para prender os suspeitos.

“Com base nisso conseguimos identificar duas pessoas que estavam vendendo esse notebook na área, nós marcamos com eles para fazer a compra e flagranteamos eles. A vítima reconheceu o notebook dela”, destacou Gesson Aguiar.

blank

(Foto: Divulgação / PC-AM)

Após a prisão dos dois, a polícia chegou no responsável por fornecer os prisões furtados, que é o Werlegn, já conhecido pela polícia pelo crime de receptação.

No momento da prisão, a equipe de investigação encontrou mais de 30 notebooks, televisões, celulares e relógios. Todo material foi apreendido.

A vítima, que preferiu não se identificar contou que no dia do crime saiu de casa e quando voltou viu que os criminosos já haviam levado seus aparelhos eletrônicos.

“No momento que eu voltei não tinha arrombamento na porta, a porta estava encontrada e quando eu entrei, eles tinham levado muitas coisas do meu apartamento”, relatou a vítima.

A equipe do 17º DIP continuará as investigações para chegar até os criminosos que roubam os aparelhos e oferecem para os receptadores. O trio responderá por receptação qualificada e associação criminosa.

Anúncio