Vídeo: casal é agredido com socos e denuncia truculência policial em abordagem

Casal foi agredido com socos e empurrões durante uma abordagem policial; PM diz que homem ofereceu resistência à prisão

Minas Gerais – O fazendeiro Marcos Mendonça Gonçalves, 23, e a namorada Maisa Tavares de Campos, 18, denunciam terem sido alvos de truculência durante uma abordagem policial. A polícia informou que teve que intervir após o jovem resistir à prisão. Vídeos que circulam na internet mostram o casal sendo agredido por policiais.

Casal denuncia truculência policial após serem agredidos em abordagem (Foto: Reprodução / Record TV Minas)

Os vídeos foram gravados na noite da sexta-feira (12) na cidade de Paineiras, a 254 km de Belo Horizonte em Minas Gerais. Nas imagens o fazendeiro é agredido por policias com socos até desmaiar. A namorada dele também leva um soco e é empurrada pelos policiais. Em seguida, o policial que deu os socos em Marcos coloca o joelho sobre o pesço do jovem enquanto outro militar o algema.

De acordo com a PM, os militares foram acionados após denúncias de que havia um indivíduo soltando bombas em uma praça, próximo de crianças. Ainda segundo a PM, o fazendeiro respondeu os policiais com xingamentos. O boletim de ocorrência indica que o suspeito apresentava sinais de embriaguez, uso de entorpecentes e mostrou resistência à prisão.

“Alguém soltou a bomba. Os policiais alegaram que foi eu, mas não foi. Mesmo se tivesse sido, precisava agir dessa forma?”, disse Gonçalves à reportagem da Record TV Minas.

Apesar do fazendeiro negar que tenha agredido os militares, um dos policiais chegou a um hospital de Paineiras com fraturas em dois dedos e hematomas de mordida no ombro esquerdo. Gonçalves foi levado para o hospital com hematomas pelo corpo e pelo rosto. Ele não ficou detido.

O casal mora em Belo Horizonte e vai à cidade de Paineiras com frequência para cuidar da fazenda de Gonçalves e visitar a família de Maísa. A PM de Minas Gerais informou que vai apurar o caso e o nome dos policiais não foram identificados.

“A PMMG esclarece, ainda, que após conhecimento das imagens enviadas à instituição, foi instaurado, de imediato, um procedimento para apuração criteriosa dos fatos e adoção das medidas cabíveis”, disse em nota.

Veja vídeo:

Anúncio