VÍDEO: sócio de restaurante em Manaus é suspeito de matar e roubar empresário

O crime aconteceu em Pernambuco em novembro de 2016 e o suspeito estava foragido em Manaus há cerca de oito anos

Manaus – O empresário Cláudio Alberto da Silva, conhecido como “Scania”, foi preso, na terça-feira (18), em Manaus, por envolvimento na morte do comerciante Laelson Bezerra da Silva, de 67 anos. A vítima foi morta a tiros no dia 1º de novembro de 2016, em Pernambuco.

(Foto: Divulgação / PC-AM)

Na ocasião, Cláudio e mais três indivíduos, já presos, abordaram a vítima e anunciaram o roubo. Da vítima, os infratores subtraíram R$ 500 mil.

De acordo com o delegado Cícero Túlio, titular do do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Cláudio estava na condição de foragido em Manaus e era sócio de um restaurante de comidas típicas nordestinas localizado no VieiraAlves.

“Claúdio lidera uma quadrilha especializada em realizações de assalto em Pernambuco. Ele teria sido líder de um crime que chocou a cidade de Goiana, município do interior de Pernambuco, e naquela oportunidade foi deflagrada uma operação onde todos os integrantes da quadrilha foram presos e apenas ele ficou foragido, escondido em Manaus por cerca de 8 anos. O processo correu por Pernambuco, ele foi condenado há 18 anos de reclusão e continuou foragido aqui com o fruto do crime, com o produto do crime, cerca de meio milhão de reais”.

Ainda segundo o delegado, Claúdio abriu um empreendimento comercial em Manaus, um restaurante temático de comidas típicas do Nordeste, e permaneceu durante todo esse período aqui.

“Recebemos então o pedido de uma solicitação de apoio por parte da Polícia Judicial do estado de Pernambuco, passamos a realizar um monitoramento em relação aos passos do Claudio, conseguimos identificar que efetivamente ele fazia parte do quadro societário desse restaurante situado aqui no bairro Vieira Alves, e na tarde de terça-feira conseguimos localizar ele nas imediações também daquele bairro, onde foi possível realizar o cumprimento da ordem de prisão em decorrência da sentença definitiva”, explicou a autoridade.

Sobre o crime que aconteceu no interior de Pernambuco, a polícia disse que o filho e o segurança de Cláudio também têm envolvimento. Durante a ação criminosa em Goiana, eles acabaram efetuando quatro disparos em desfavor de um empresário da região, atingindo ele duas vezes na cabeça, uma no braço e outra no tórax.

“O crime foi de latrocínio lá, mas ele integrava essa quadrilha especializada na realização de roubos naquela região. Já havia outras investigações em face dessa quadrilha e, após culminar com esse crime do latrocínio, ele acabou fugindo e o restante da quadrilha foi capturada lá na operação que foi denominada Operação Cicário”, disse o delegado.

No momento da prisão, segundo a polícia, Cláudiose mostrou surpreso, possivelmente por acreditar que a polícia não seria capaz de encontrar ele aqui no Amazonas após cerca de oito anos naa condição de foragido.

Informalmente, ele alegou à polícia que não teria participado do crime e que quem teria efetuado esse crime seria o irmão dele em um segurança, que inclusive já estão presos.

Após a prisão em Manaus, o empresário vai ser encaminhado para a audiência de custódia onde ficará à disposição da justiça e posteriormente será recambiado para Pernambuco onde dará em início ao cumprimento de sua pena.

Anúncio